A identidade cultural e relações étnico-raciais em debate

Com o seminário Identidade cultural e relações étnico-raciais, a Universidade abre espaço para reflexão que envolvem as questões do cotidiano, no sábado (27), a partir das 9h, com transmissão ao vivo pelo canal YouTube da UnisulVirtual.

A proposta é discutir temas como a pluralidade cultural, os direitos das minorias, a civilização e a barbárie, as formas de ser sujeito e o silenciamento no caso mãe Gracinha, mulher quilombola da comunidade Toca, de Paulo Lopes (SC), que perdeu a guarda de suas filhas em virtude da sua história e cultura.

O Seminário terá mediação da Designer Educacional Carmelita Schulze e participação dos professores Guilherme Araujo Silva, Gerente de Relacionamento e Mercado da UnisulVirtual, e do Professor Nei Antônio Nunes, do Mestrado em Administração da Unisul.

Sobre os palestrantes

  • Guilherme Araujo Silva

Bacharel em Comunicação Social pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2005), Especialista em Educação a distância pela Universidade do Contestado (2015) e Mestre em Ciências da Linguagem pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2017). Atuou como Tutor no Programa Interlegis (da ONU em parceria com o Senado Federal), no Sebrae, na UnisulVirtual e, atualmente, é Gerente de Relacionamento e Mercado na mesma Instituição. Possui experiência na área da linguagem, mais especificamente com análise de discurso, estabelecendo relações com a história e a psicanálise, dedicando-se à análise de corpus relacionados com comunidades negras ou quilombolas de Santa Catarina. É membro do grupo de pesquisa “Revitalizando culturas: sagrado, ética e comunicação”.

  • Nei Antonio Nunes

Bacharel em Filosofia (UFSC), Mestre em Educação (UFSC) e Doutor em Sociologia Política (UFSC). Em 2011, fez o estágio de doutorado (modalidade ‘sanduíche’) no departamento de história e estudos políticos e internacionais (DHEPI) da universidade do Porto (Portugal). É pós-doutorado no programa de pós-graduação interdisciplinar em ciências humanas da UFSC (PPGICH), desenvolvendo o projeto: “Estudo das relações entre neoliberalismo e biopolítica: investigação dos processos de subjetivação constitutivos do ‘homem empresa’ e das práticas de controle ambiental”. Professor do curso de graduação em Filosofia (disciplinas: pensamento político moderno e pensamento político contemporâneo) da Unisul. Professor e pesquisador do Mestrado em administração (Unisul). Linha de pesquisa: inovação e sociedade. Pesquisador do NUPEH (núcleo de pesquisas em humanidades) e líder do grupo de pesquisa em inovação social. Líder do projeto de pesquisa “epistemologias e práticas de gestão das inovações sociais”.

COMPARTILHAR