A vez dos cosméticos com base ecológica

Os produtos cosméticos sem sustentação ecológica devem perder espaço no mercado em breve, afirma a professora do curso de Estética e Cosmética da Unisul, Daniella Mendes Botega Fretta. Isso deve acontecer pelo fato de as pessoas entenderem que a beleza também tem sua dose ecológica e para, principalmente, preservar a saúde. A cosmetóloga e esteticista apoia que o princípio sustentável da estética deve estar tanto na obtenção da matéria prima, fabricação e testes de cosméticos, quanto no uso e descarte adequado.

“A pele é o maior órgão do corpo humano e tudo o que se aplica nela é absorvido e metabolizado”, destaca Daniella. Assim, a questão da beleza ecologicamente correta prioriza a saúde do corpo em equilíbrio com a natureza e por isso necessita que os profissionais estejam em constante atualização sobre as técnicas, produtos e estudos que estão sendo desenvolvidos na área.

Desenvolvimento

Em abril deste ano, a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) divulgou que o mercado brasileiro de estética cresceu 567% nos últimos cinco anos. O segmento movimentou cerca de R$ 47,5 bilhões e hoje conta com mais de 480 mil profissionais.

A estética é um setor em evidência no Brasil. No entanto, Daniella explica que ela necessita de constante renovação, afirmando não ser possível criar uma receita para encontrar a fórmula do sucesso. Estar atento às tendências e consciente com a sustentabilidade é fundamental. “A estética é limpa quando geramos menos lixo cuidando do nosso corpo e quando respeitamos a natureza como um todo, inclusive evitando os testes de produtos em animais”, opina.

Tendência

Além de buscar ser mais consciente, a estética atual reformula alguns conceitos. Daniela esclarece que antes procedimentos eram feitos mais pela questão da aparência e não pela saúde envolvida. “Hoje a tendência não é enfraquecer a pele e sim torna-la mais resistente e saudável para enfrentar os fatores ambientais, sendo feitos os procedimentos com produtos naturais de maneira a auxiliar o corpo a entrar em equilíbrio com a natureza”, finaliza.

COMPARTILHAR