Aluna utiliza tecnologia educacional em escolas municipais

Um dos resultados, foi a publicação de artigo em evento científico ao gerar a ação de pesquisa em Educação a Distância

O projeto elaborado por Rose Damasio Bard, aluna do curso de Licenciatura em Informática a distância, sobre o “Uso de Tecnologia Educacional em uma Escola Pública Municipal: uma Experiência de Avaliação Formativa Usando o Formulário Google”, oportunizou a publicação em artigo um evento científico no Simpósio Ibero-Americano de Tecnologias Educacionais (Sited), que aconteceu no município de Araranguá, Santa Catarina, nos dias 08 a 10 de maio.

Rose é uma antiga conhecida da UnisulVirtual, pois graduou-se em Pedagogia. Embora tivesse experiência em estágios, ainda não havia participado ativamente em projeto na Universidade. Foi quando encontrou no projeto de extensão: Tecnologias da Informação e da Comunicação Aplicadas a Finalidades Sociais ou Educacionais a oportunidade de aprimorar a sua formação e reconhece sua importância quanto agente de transformação na comunidade que atua. “A experiência na extensão me deu condição metodológica de intervir positivamente na nossa comunidade. Então o projeto que implementei partiu da necessidade de contribuir para a inserção da tecnologia educacional na escola a partir da investigação da realidade da escola que me acolheu nos últimos estágios da minha graduação em pedagogia”, considera.

Como Rose entende desde a realidade das salas de aula ao processo de gestão da escola, não foi difícil perceber que o local poderia ser um campo para que pudesse investigar o uso do laboratório de informática e, assim, deu o primeiro passo ainda em 2016. Já para esse ano, a meta era verificar os equipamentos tecnológicos. “Ano passado haviam três computadores funcionando e operando na versão 3.0 do Linux educacional. Para esse semestre, a proposta é a de melhorar os equipamentos e a internet, e também, oferecer oficinas para os professores aprenderem a usar o Linux educacional e pensar na tecnologia aplicada na educação”, conta.

Rose avalia positivamente os primeiros os resultados do projeto alcançado nesses cinco meses de trabalho – entre as etapas de conhecer a realidade e aplicar o que pudesse contribuir com a inserção tecnológica na escola. “Esse trabalho permitiu, eu enquanto pesquisadora, e parceira da escola e a gestão, verificar que necessidades precisaríamos dar conta antes de partir para resolver as questões pedagógicas identificadas no ano de 2015”.

A partir do projeto de extensão, a Aluna vislumbrou a possibilidade de escrever em conjunto com as professoras Flavia Lumi Matuzawa e Ana Luisa Mulbert, um artigo relatando a experiência do projeto de extensão em EaD. Professora Flavia foi sua orientadora no projeto e conta que acompanhar todo o processo de desenvolvimento foi enriquecedor e gratificante. “O interesse, a iniciativa pessoal e a dedicação, características próprias da aluna, foram marcas para o projeto ser bem sucedido. A Rose é uma aluna dinâmica, esforçada e criativa. É muito gratificante perceber o crescimento que ela alcançou ao final do projeto: a evolução de seu olhar acadêmico em direção ao desenvolvimento de uma publicação científica e também o desdobramento que ocorreu na própria escola atendida sob a forma de convites para novos trabalho em conjunto”, destaca a Orientadora.

O modo em que a Aluna interagiu em sua comunidade com o apoio da Unisul foi extremante satisfatório à professora Ana Luisa por dois motivos. “Creio que o trabalho com a Rose foi duplamente positivo. Primeiro porque ela realizou uma ótima intervenção na comunidade dela com o suporte da Universidade. Isso demonstra como podemos realizar a extensão nos polos de apoio presencial. O segundo aspecto, que foi além das nossas expectativas, deve-se ao fato de publicarmos um artigo sobre essa experiência. Que foi tão rica e a Rose trabalhou tão bem que conseguimos transformar uma ação de extensão também em uma ação de pesquisa”, declara a professora e coordenadora do Projeto de Extensão.

Para Rose é importante divulgar os projetos para estimular colegas e o empenho de todos os envolvidos.  “É também de suma importância que projetos como esse, ainda mais coordenado todo a distância, seja divulgada em eventos para que compreendam que o sucesso de experiências como essa dependem de bons projetos de extensão e professores que orientem o processo de desenvolvimento e divulgação de resultados. Sou grata a Unisul pela minha formação e aos excelentes professores que contribuíram pra ela”, finaliza a Aluna.

 

 

COMPARTILHAR

Comentários