Alunos da Unisul têm filmes selecionados para o Festival de Gramado

A 47ª edição do Festival de Cinema de Gramado terá a exibição de dois filmes produzidos por alunos de Cinema da Unisul na Mostra Universitária, uma iniciativa que busca obras universitárias desenvolvidas por cursos de cinema do país todo. A Unisul fez algumas indicações e os filmes “Apesar dessa miragem eu não errei seu nome”, de Victor Ávila e “Quadro Negro”, de Rodrigo Ribeiro, foram selecionados.

Os filmes foram produzidos em diferentes fases do curso, enquanto “Quadro Negro”, foi feito na Unidade de Aprendizagem de Direção de Arte e Identidade Artística, o “Apesar dessa miragem eu não errei seu nome” é um trabalho de conclusão de curso. Ambos os filmes foram premiados no “Fita Crepe de Ouro” e o “Fitinha Crepe de Ouro”, mostra competitiva interna da Unisul, onde os filmes aqui produzidos competem entre si em diversas categorias.

Para Rodrigo Ribeiro, é importante o reconhecimento que o Festival de Gramado passa ao filme. “Em um período tão obscuro, onde a arte é vista como inimiga e os incentivos à cultura estão sob risco, é de extrema importância um prestigiado festival de cinema como o de Gramado abrir espaço para mostras e filmes que busquem olhares plurais, contemplem diferentes vozes e corpos, e tragam narrativas que instiguem maior reflexão sobre nossos tempos. E tenho certeza que para todos, alunos e professores, estar fazendo parte disso é um grande privilégio”.

Sobre o seu filme, conta que é uma história de resistência. “Diria que “Quadro negro” é um filme sobre resiliência e resistência, que trata sobre as adversidades de ser negro numa sociedade racista e excludente”. Rodrigo ainda ressalta a importância daqueles que o ajudaram na produção. “Além da equipe e nosso ator, Seu Miguel, agradecer aos professores e a Unisul por todo apoio e crédito dado”.

Para Victor Ávila a satisfação de ter seu TCC em um festival do tão especial quanto o de Gramado. “Satisfeito por tantos meses de grande dedicação por parte de toda a equipe, acabar se tornando componente da programação de Gramado na Mostra de Filmes Universitários, exibindo um pouco do trabalho de cada um que acreditou no projeto. Ao enfatizar seu contentamento com a chance de mostrar seu filme no maior festival de cinema do Brasil, Victor destaca que “a oportunidade é uma janela muito bem vista no cenário do cinema nacional”.

Seu filme aborda as estranhas vidas de Hobbes, o investigador criminal e Cristal, uma cantora de bar. Ambos os filmes serão apresentados no dia 19 de agosto, às 14 horas no Hub Universidades do Teatro Elisabeth Rosenfeld junto com os outros sete filmes selecionados.

COMPARTILHAR