Analista de desempenho formado na Unisul integra a comissão técnica da seleção

A Copa do Mundo 2018 se aproxima e já não se fala mais em outra coisa senão a expectativa de a seleção brasileira conquistar o tão sonhado hexa. O resultado depende do empenho de toda a equipe, que atua desde o preparo ao desempenho dos jogadores. E a seleção contará com o apoio do catarinense Thomaz Koerich Araujo para compor a comissão técnica.

Egresso do curso de Educação Física, Unidade Pedra Branca, Thomaz é Analista de Desempenho do Centro de Pesquisa e Análise (CPA), papel importante pois fornece ao técnico da seleção brasileira as informações sobre os jogadores adversários que estarão na Rússia. “A maior experiência que eu trago da Unisul para a minha vida profissional e que eu vejo funcionar de maneira extraordinária aqui na Seleção Brasileira é a gestão de pessoas”, conta.

Para Thomaz, a gestão de pessoas que consiste em gerir os 23 astros do futebol, lidar com a personalidade, vaidade e considerar também a história de vida e os costumes, é um dos grandes desafios na gestão da Seleção Brasileira de Futebol. “Não bastasse isso, fazer como que haja uma harmonia também entre comissão técnica e atletas, o elo entre a diretoria e a comissão técnica, a relação entre imprensa e seleção, marketing (patrocinadores) com o time, tudo isso precisa ser muito bem pensado e gerenciado. Então no cargo de Gerente de Futebol hoje na Seleção Brasileira, função exercida pelo Edu Gaspar, vejo como fundamental ter uma ótima gestão de pessoas para que todas as áreas caminhem em perfeita harmonia e que todos os envolvidos possam desempenhar o seu melhor no dia a dia, principalmente os atletas dentro de campo”.

Além da gestão de pessoas, há a gestão estratégica, que Thomaz considera estar em segundo plano, entretanto, é importante no planejamento: “se classificarmos em primeiro no Grupo será uma sequência de jogos, se classificarmos em segundo, será outra. E para os dois cenários a equipe de gestão tem tudo no papel. Imprevisibilidades vão acontecer, mas são muito mais fáceis de solucionar quando se tem tudo organizado”.

Para Maria Letícia Knorr, coordenadora do curso de Educação Física a torcida por Thomaz é grande: “é um orgulho para o curso e para a universidade ter um egresso nos representando na seleção brasileira, num cargo de gestão e num megaevento esportivo que reúne os melhores do mundo, como a Copa do Mundo FIFA. Thomaz  foi um aluno dedicado, comprometido e que se destacou desde sempre no curso e na sua caminhada profissional! Nossa torcida pelo seu sucesso será sem dúvida, enorme e do tamanho do nosso orgulho”.

Além do curso de Educação Física, com aulas nos Campi da Grande Florianópolis e Tubarão, que foca na gestão do esporte, a Unisul é referência também na especialização nesta área com a pós-graduação em Gestão do Esporte que oferta sua quarta turma e recebe inscrições para 2018-2.

COMPARTILHAR