Artigos científicos de pesquisadores da Unisul em destaque na ScienceDirect

Dois artigos, da autoria de cientistas e pesquisadores do Centro de Desenvolvimento Sustentável/Grupo de Pesquisa em Eficiência Energética e Sustentabilidade – Greens, da UNISUL, são destaques como mais relevantes na ScienceDirect. A ScienceDirect (https://www.sciencedirect.com/) é uma base de dados/Coleção eletrônica de artigos provenientes de mais de 2500 revistas científicas da Editora Elsevier, com mais de 10 milhões de artigos nas áreas científica, tecnológica e médica, representando aproximadamente 25% da produção científica mundial.

O Primeiro destes artigos intitula-se: A Green Airport model: Proposition based on social and environmental management systems (https://doi.org/10.1016/j.scs.2020.102160), publicado na revista Sustainable Cities and Society e contou com a autoria de Stephane Louise Boca Santa (Doutoranda em Administração, PPGA-Unisul), João Marcelo Pereira Ribeiro (Mestre em Administração, PPGA-Unisul), Gisele Mazon, Jonas Schneider (Doutorando em Administração, PPGA-Unisul), Ricardo Luis Barcelos e José Baltazar Salgueirinho Osório de Andrade Guerra.

Esta pesquisa dedicada aos Aeroportos Verdes e Sustentáveis é o mais relevante no tema na ScienceDirect e nele se pode ler: Embora haja muito conhecimento relacionado a construções sustentáveis, apenas um número limitado de exemplos foca em aeroportos verdes e seu impacto nas cidades. Como consequência das novas leis que incentivam os aeroportos a desenvolver programas de sustentabilidade, vários operadores aeroportuários estão começando a implementar iniciativas nesse sentido.

Com base em uma revisão da literatura e análise de padrões específicos da aviação, este artigo busca uma resposta aos seguinte pergunta: Quais práticas de sustentabilidade são utilizadas em aeroportos que poderiam quebrar de forma sustentável modelo de aeroporto? Esta pesquisa tem como objetivo propor um modelo de aeroporto sustentável por meio da análise de diversas categorias que envolverá o terminal de passageiros, pista e pátio do aeroporto. Para atender a este objetivo, métodos descritivos foram utilizados, a fim de estabelecer as características de um aeroporto sustentável. Como resultado, encontramos 10 indicadores e 58 subindicadores, enquanto objetivos estratégicos foram definidos para orientar a implementação ou avaliação de cada indicador” (…) “Um sistema de transporte sustentável considera as necessidades de desenvolvimento da sociedade, como segurança, saúde humana e o ecossistema”.

A Segunda publicação, intitulada GAIA 3.0: Effects of the Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) outbreak on sustainable development and future perspectives, foi publicada na revista Research in Globalization (https://doi.org/10.1016/j.resglo.2020.100014) e teve como autores Issa Ibrahim Berchin (Mestre em Administração, PPGA-Unisul) e José Baltazar Salgueirinho Osório de Andrade Guerra. Este artigo está, na ScienceDirect, entre os 5 mais relevantes para o tema GAIA.

Nesta pesquisa os autores destacam: “Nas últimas décadas, a frequência de epidemias de importância global aumentou significativamente. Somente nas duas primeiras décadas do século 21, o mundo testemunhou as epidemias de Síndromes Respiratórias Agudas Graves, Zika vírus, Ebola vírus, Febre Amarela, o novo COVID-19, além da tradicional gripe e outros vírus e bactérias. No entanto, devido ao alto nível de globalização, o fluxo populacional em grande escala e a alta taxa reprodutiva do vírus, COVID-19 repentinamente afetou vários países, infectando centenas de milhares de pessoas e matando dezenas de milhares na crise sem precedentes mais rápida de todos os tempos, o que também levou à rápida crise econômica. Esta tempestade perfeita de catástrofes sociais, econômicas e de saúde causadas pelas pandemias COVID-19, ameaça diretamente a subsistência e o bem-estar do mundo e põe em risco a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. O desenvolvimento sustentável é personificado na definição de Gaia, implicando limites para as atividades humanas e urgente para um melhor uso de tecnologias e recursos. Embora temporárias, essas mudanças nas ações humanas definem tendências futuras para a humanidade, mudando muitos aspectos de nosso comportamento, que incluem impactos na cultura, tecnologia, saúde, economia, política, educação e meio ambiente. O que pode levar a um novo Iluminismo baseado na necessidade de solidariedade global e no desejo de implementação de caminhos de desenvolvimento sustentável, finalmente criando uma agenda comum para o futuro da humanidade como parte de Gaia, não acima dela”.

Para os pesquisadores, a pandemia do COVID-19 exige mais solidariedade entre seres humanos e países, dividindo comunidades, empresários e governos entre a necessidade de distanciamento social para achatar a curva de contaminação e evitar o esgotamento dos sistemas de saúde e a necessidade de continuar atividades econômicas para evitar mais depressão que afeta a vida das pessoas, empregos e acesso a alimentos e recuperar a economia. A humanidade está enfrentando uma crise sem precedentes que deve nos melhorar, melhorando a solidariedade global e a preocupação com o bem-estar dos outros, destacando a importância da dimensão social dos objetivos do Desenvolvimento Sustentável e remodelando nossa relação com o ambiente natural. O que pode levar a um novo Iluminismo baseado na necessidade de solidariedade global e no desejo de implementar caminhos de desenvolvimento sustentável, criando finalmente uma agenda comum para o futuro da humanidade.

Issa Berchin destaca que: “ter o nosso artigo como um dos mais relevantes na ScienceDirect é um reconhecimento da qualidade das pesquisas que desde 2014 vimos desenvolvendo no Centro de Desenvolvimento Sustentável (Greens) e que colocam a Unisul e Santa Catarina na vanguarda dos estudos das Ciências da Sustentabilidade. Relembro a frase que o Professor Baltazar usa constantemente no Greens: a pesquisa transforma Vidas, não tenho dúvida que essa é a missão do Greens, empoderar alunos e transformar-nos em pesquisadores/cientistas comprometidos com a construção de um Mundo melhor”.

O Centro de Desenvolvimento Sustentável, Greens da Unisul lidera o Projeto Bridge: construindo resiliência numa economia global dinâmica, complexidade no nexo entre alimentos-água e energia no Brasil’. O projeto Bridge recebe fomento da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fundo Newton e Research Councils United Kingdom (RCUK) e reúne as universidades de Cambridge e Unisul.

O Greens, fundado em 2014, tem como lema: “a pesquisa transforma Vidas” e conta com mais de 35 pesquisadores do Brasil, Reino Unido, índia e Estados Unidos, dedicando-se às Ciências da Sustentabilidade, nas seguintes linhas de pesquisa: Os nexos entre água-alimentos e energia no contexto das estratégias de mitigação das mudanças climáticas desenvolvimento sustentável, educação ambiental e Green campus, cidades sustentáveis, justiça ambiental e refugiados ambientais, empoderamento das meninas e mulheres e os objetivos do desenvolvimento sustentável.

Texto: Professor Baltazar Salgueirinho Osório de Andrade Guerra

COMPARTILHAR