Aulão Solidário do Colégio Dehon prepara alunos para o Enem

Em 2019, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro para estudantes de todo o Brasil. O Colégio Dehon realizou um Aulão Solidário nesta última quinta-feira (31), reunindo estudantes da região que buscam se preparar para as provas. Com o Espaço Integrado de Artes (EIA) lotado, foram revisados assuntos sobre linguagens, ciências humanas e a temida redação que serão tema da prova deste domingo e também sobre ciências da natureza e matemática que farão parte da próxima etapa.

De Tubarão, Thainan Duarte Miranda, da Escola de Educação Básica Lino Pessoa, no bairro Monte Castelo, veio participar do aulão. A estudante tem o sonho de cursar Medicina e afirma que o começo dessa caminhada, certamente, passa pela obtenção de uma boa nota no Enem. “Relembrei sobre a parte de hidróxidos em química e recebi várias dicas sobre a redação. Essa ajuda vai contribuir para eu estudar ainda mais em casa e me preparar para as provas”, destaca.

Solidariedade

A estudante, assim como os outros participantes, trouxe 1 litro de leite que era o ingresso para o evento. Posteriormente, a arrecadação será doada para as instituições Joanna de Angelis e Abrigo dos Velhinhos de Tubarão e isso intensifica o caráter do Aulão Solidário ser um multiplicador de ajuda. Primeiro, auxiliando os estudantes com os conteúdos da prova e, depois, outras pessoas através das instituições.

Dicas

A professora de redação, Daiane Mauricio, atua no pré-vestibular do Colégio Dehon e participou do Aulão Solidário. A profissional dividiu com os estudantes dicas sobre a redação, possíveis temas e destacou os cinco critérios de avaliação que pontuam a produção textual no Enem. Desta forma, a professora buscou tranquilizar os estudantes e alertar para a boa administração do tempo de prova. “Os estudantes devem começar pela redação, depois realizar as questões e por último revisar o texto, passando ele a limpo para a folha oficial da prova”, acrescenta.

Passo a passo

O que resulta na nota final da redação do Enem é uma diversidade de critérios de avaliação. Daiane descreve que o ponto-chave é a produção do tipo de texto correto, já que uma redação é composta por introdução, desenvolvimento e conclusão. “A adequação aos padrões da língua portuguesa e ao tema são fundamentais”, destaca.

Sobre o tema, a professora lembra que com houve uma mudança na linha de governo é possível que se aborde temas como o patriotismo ou campanhas como doação de órgãos, doação de sangue, combate e efeitos da obesidade no Brasil, entre outros. “É preciso cuidar com a gramática, ter coerência e utilizar as palavras-chave do tema ao longo do texto. Organizar bem as ideias, lembrar dos conectores entre frases e parágrafos também é importante. E nunca deve ser esquecido de propor uma solução para o problema apresentado no último parágrafo”, finaliza.

Não esqueça

Para realizar a prova do Enem os estudantes devem levar caneta esferográfica de tubo transparente na cor preta, documento de identificação com foto e chegar até às 13h no local de realização da prova, informado no cartão de confirmação. Pela primeira vez, mesmo que objetos eletrônicos estejam lacrados dentro do envelope, se emitirem qualquer barulho causarão a eliminação do candidato.

COMPARTILHAR