Café literário promove debate sobre mediação

Uma das formas mais antigas de estudar e aprender é por meio da leitura. Porém, é muito comum que, ao ler uma obra, a pessoa acabe ficando com algumas dúvidas, querendo saber mais sobre o conteúdo, não é mesmo? Os estudantes do curso de Direito da Unisul, período matutino, puderam ultrapassar os limites das folhas de papel e ficaram frente a frente com o autor do livro “Mediação – Uma nova prática de resolução de conflitos”. A obra foi lançada pela Editora Unisul. A atividade fez parte do projeto Reflexões sobre a Arte de Ler e Escrever, das Unidades de Aprendizagem de Psicologia Jurídica e Sociologia Jurídica.

O autor, o psicólogo e advogado Fernando Lúcio Rodrigues de Souza, compara o processo de mediação com um rio. De cada lado da margem tem-se um sujeito e eles necessitam se encontrar. A única maneira facilitadora para isso é atravessar o rio e, para isso, é necessário que exista uma ponte para promover a interlocução entre os sujeitos. Comparado à ponte, o mediador teria a função de travessia entre os dois sujeitos que estão distantes.

Segundo o coordenador do curso de Direito, Maurício Zanotelli, há uma preocupação com o sistema jurídico atual, o que reforça a importância do estudo sobre o tema mediação para resolução de conflitos. “Essa prática reduzirá o acúmulo de processos jurídicos, o que propiciará que o ser humano aja com maturidade em suas relações sociais, permitindo-lhe também que assuma sua responsabilidade como sujeito de suas escolhas”, explica.

Troca com os estudantes

Para o escritor Fernando Lúcio, poder socializar suas pesquisas, reflexões e, principalmente, sua prática profissional como mediador de conflitos no ambiente universitário é muito gratificante. “Posso auxiliar na contribuição da formação dos novos operadores jurídicos”, reflete. Os estudantes interagiram com o autor, tirando dúvidas e apresentando seus pareceres sobre a obra.

O encontro foi organizado pelas professoras Suzana Pereira Claudino e Marilene da Rosa Lapolli, com apoio da Biblioteca Universitária e da coordenação do curso de Direito. Para as professoras organizadoras do evento, que já foi realizado em outras edições, é sempre gratificante ver o envolvimento e comprometimento dos gestores e estudantes no processo de operacionalização. Elas afirmam que é uma oportunidade de aprendizagem interdisciplinar que acontece em ambiente diferenciado da sala de aula e com metodologias ativas.

A aula especial também contou com a participação da gerente de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Inovação da Unisul, Elivete Cecília de Andrade. Ela incentivou os estudantes a aprofundarem seus estudos nas áreas de Filosofia, Antropologia, Sociologia, Psicologia e Ciência Política. “Dessa forma os alunos vão fazer a diferença como profissionais e irão atuar para além do tecnicismo”, finaliza.

COMPARTILHAR