Carreira: o papel do psicólogo no ambiente hospitalar

Ao pensar em um psicólogo, que imagem que vem a sua mente? Muitos têm uma visão limitada do mercado de trabalho do profissional da psicologia e lembrou apenas dos psicólogos que atendem em consultórios ou em empresas na área organizacional. Por outro lado, existe uma ampla variedade de opções para a atuação desses profissionais, o que inclui a área da psicologia no ambiente hospitalar.

Uma hospitalização pode causar no paciente e em seus familiares certo sofrimento, por diversos motivos. “A atuação do psicólogo em hospitais traz maior bem-estar e minimiza o sofrimento dos evolvidos no processo de internação”, esclarece a psicóloga e professora da Unisul, Viviane Almeida Jeremias. A profissional destaca que os psicólogos facilitam a adaptação do paciente com a situação enfrentada, seja com a realização de uma cirurgia ou até a adaptação a uma nova forma de viver.

Segundo Viviane, essa área de atuação é extremamente desafiadora. “Diferente de um consultório no qual você trabalha com algo mais processual, o hospital, devido à alta rotatividade de pacientes internados, exige uma atuação mais imediata. Há momentos em que você terá apenas um encontro com o paciente e/ou seus familiares, e ali você precisa escutar a queixa, formar um bom vinculo, ver o que mais os afeta e fazer um acolhimento”, esclarece.

A psicologia nos hospitais

Dentro dos hospitais existem diversos setores e cada um tem as suas características de atuação do profissional da psicologia. Na ortopedia, os profissionais lidam muito com acidentados, que por vezes são muito jovens. A oncologia conta com muitos pacientes em tratamentos bem restritivos. Já no cirúrgico lida-se com os prés e pós-operatórios, enquanto a pediatria tem as mães de prematuros e a UTI lida muito mais com os familiares do que propriamente com os pacientes. Ou seja, onde existir pessoas pode haver a figura do psicólogo para intervir, minimizando as dificuldades e o sofrimento enfrentado em cada área hospitalar. 

“O psicólogo no hospital realmente ajuda e auxilia muito. Ele proporciona uma melhor adaptação do paciente com a hospitalização e promove a aceitação da condição em que ele se encontra, o psicólogo não só faz o trabalho com a equipe médica, mas acaba auxiliando a equipe para que ela possa fazer o seu trabalho”, finaliza Viviane.

COMPARTILHAR