Conheça algumas profissões que poderão ser impactadas pós-pandemia

Todos nós sabemos que o mundo pós-pandemia não será o mesmo e muitas profissões serão impactadas. Veja três áreas distintas que poderão sofrer mudanças e o que dizem os professores.

Sustentabilidade

Para o Coordenador do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unisul, Anderson Soares André a área de atuação do Engenheiro Ambiental deve ser ampliada no pós-pandemia, pois o mercado de trabalho demandará profissionais capazes de lidar com saneamento, controle de poluição e energias alternativas e renováveis. “O curso da Unisul trabalha questões ligadas às tecnologias mais recentes da nossa área de atuação, que permitem ajustar o uso dos recursos ambientais a favor da qualidade de vida do homem, harmonizando os processos de crescimento com desenvolvimento sustentável”, diz Anderson.

Departamento pessoal

De acordo com a Coordenadora dos cursos de Marketing, Gestão Comercial, Gestão Pública e Gestão de Recursos Humanos da Unisul Virtual, Janaína Baeta Neves, empatia, inteligência emocional, resiliência, criatividade, cooperação e formação de redes são características essenciais em qualquer relação de trabalho.

Os últimos meses foram um grande desafio para os profissionais da área, devido às demissões, aos cortes e às renegociações, por isso, a preocupação com a saúde mental dos colaboradores também deve estar em foco. “Aqui na Unisul, por exemplo, surgiu uma iniciativa muito rápida e eficaz: Unisul e grupo Anima Educação perceberam que o afastamento social seria prolongado e lançaram programas de cuidado e bem-estar físico e emocional para colaboradores e estudantes”, conta Neves.

Comunicação, Marketing e Vendas

De acordo com a Coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda no Campus Pedra Branca da Unisul, Helena Santos Neto, o profissional do futuro é dinâmico, não aceita fórmulas prontas e aprende pela compreensão. É alguém colaborativo, com inteligência emocional e ampla capacidade interpretativa. O futuro será cada vez mais automatizado. O profissional deve ser mais humanizado para se diferenciar da inteligência artificial.

Já o Coordenador dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda no Campus Tubarão, Mauro Fucilini, acredita que os profissionais da área precisam ter um forte poder de resolução de problemas. “É preciso ser um profissional mais conectado, transmídia, multidisciplinar, proativo, com grande capacidade de rever e adequar metas e sensível às várias causas, bandeiras e diversidades de vozes. A cabeça tem que estar aberta às mudanças e aos novos direcionamentos”, comenta.

Fonte: NSC TOTAL
https://www.nsctotal.com.br/noticias/profissoes-do-futuro-saiba-quais-sao-e-como-se-preparar-para-elas

COMPARTILHAR