Covid-19: cuidados com a saúde física

Em épocas de isolamento social, causado pela pandemia de Covid-19, muitos serviços, como academias, foram suspensos. Porém, esse empecilho não desmotivou as pessoas a procurarem novas formas de fazer atividades físicas. Algumas práticas, como aplicativos e aulões online e gratuitos estão sendo utilizados pelos profissionais de educação física para promover qualidade de vida durante este tempo.

A professora do curso de Educação Física da Unisul, Carolina Barbosa, está utilizando os meios digitais para continuar levando saúde para suas alunas. “Nos encontramos nos horários dos treinos e das aulas normalmente, como eram agendados antes da quarentena, porém, cada uma na sua casa. Tem dado muito certo. É uma forma de ajudar as pessoas a manterem o hábito de praticar algum exercício físico de maneira segura e garantir o emprego de muitos profissionais da área”.

Os impactos na saúde

Carolina comenta que o importante é se manter ativo neste momento, mas que é necessário ter cautela. “Quem não tinha o hábito de praticar exercício físico não deve sair fazendo todo tipo e a toda hora, pois pode provocar lesões e até mesmo baixar a imunidade. As pessoas devem começar aos poucos, podendo descansar um ou dois dias entre uma atividade e outra. As pessoas mais ativas devem tentar manter a frequência de exercícios que já faziam antes da quarentena”, comenta.

A atividade física é uma forte aliada das defesas do organismo. Um dos efeitos da prática do exercício físico é o estímulo da circulação sanguínea, diminuindo as inflamações, por exemplo. “Além disso, a prática tem efeito direto sobre as células de defesa, que começam a englobar e destruir os patógenos com maior facilidade”, explica a professora.

Rotina de treino

Definir uma rotina é importante para dar continuidade aos exercícios e manter o foco. A professora Carolina recomenda que se escolha um local da residência que tenha bastante ventilação e um espaço físico adequado. Depois, deve-se escolher o horário do dia e ser fiel a ele.

Uma das práticas mais utilizadas durante esta quarentena é o uso de aplicativos de atividade física. Entretanto, alguns cuidados precisam ser tomados ao utilizá-los. “É preciso se certificar que a pessoa do aplicativo seja da área da educação física. Também deve-se analisar os tipos de treinos, pois nem todos são indicados para todas as pessoas. A orientação de um profissional de educação física para a elaboração de um treino específico para cada pessoa é o ideal e o mais seguro para a saúde”, alerta Carolina.

Todos os tipos de exercícios são recomendados, pois melhoram o sistema cardiorrespiratório e muscular. O importante é manter-se em movimento mesmo durante a quarentena.

COMPARTILHAR