Cozinha autoral é um novo ramo da gastronomia

Existe uma imagem de tradição muito forte ligada a culinária. Muitos reconhecem a gastronomia apenas em pratos como os da tradicional culinária francesa. Mas, a verdade é que com o tempo houveram adaptações nessas formas de se fazer e pensar sobre a comida. Assim, o curso de Gastronomia da Unisul, campus Tubarão, pensando em diversificar o aprendizado aos estudantes, realizou neste último dia 1º a quinta edição do Conversando com Chefs que teve como temática a cozinha autoral.

A palestrante convidada foi a chef Glau Zoldan, que é formada em Cozinha por uma das maiores escolas de gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu. O evento reuniu estudantes do curso de Gastronomia e comunidade externa para conheceram um pouco mais sobre o que constitui a cozinha autoral.  Conhecida por basear-se na criação de pratos que resultam da experiência sensorial como guia na mistura de ingredientes. Que, maioria das vezes, resulta em sabores, aromas e texturas únicos.

O acadêmico de Gastronomia, Samuel Marcelo, participou do evento e destacou que muitos acham que cozinhar é algo fácil, mas que na verdade não é. “Cozinhar é uma ciência que não é menos importante que as outras. Você abre seu coração e entrega sua alma, paixão, amor e, principalmente, sua criatividade pelo que faz. E a cozinha autoral não é diferente, você mesmo cria seus pratos, entra em sintonia consigo mesmo e faz suas próprias receitas”.I

Inovação para a região

A coordenadora do curso de Gastronomia da Unisul, campus Tubarão, Valdirene Da Silva Campos, explica que é necessário proporcionar essa aproximação da academia com o mercado de trabalho. “Geralmente, promovemos eventos que ocorrem com temas específicos e contam com a participação de chefs renomados dentro da área de atuação – como a dessa vez que foi cozinha autoral. Acreditamos que os alunos precisam ter acesso a experiência que essas pessoas renomadas da culinária têm para compartilhar. Pois, isso pode alavancar e desenvolver a gastronomia local”.

O cozinheiro Felipe Kindermann, que já atua na área da gastronomia, também acompanhou o evento para buscar mais conhecimentos na área da cozinha autoral. Ele destaca que o assunto, apesar de complexo, é uma necessidade. “A região de Tubarão carece de uma cozinha mais pensada e com identidade, usando os produtos regionais e explorando nossos sabores”, finaliza.

COMPARTILHAR