Os cuidados para praticar exercícios físicos no inverno

O inverno começa oficialmente às 7h07min, do dia 21/6, e com estação mais fria do ano, a saúde requer uma série de cuidados, principalmente para quem pratica algum esporte. Por isso, as dicas dos professores Maria Letícia Knorr e Erasmo Ouriques, do curso de Educação Física, Unidade Pedra Branca, são super valiosas e podem ajudar também aqueles que pensam em usar as baixas temperaturas como desculpa:

Benefícios. Não deixe de treinar no frio. Porque?

– Os hábitos alimentares nessa época “pedem” comidas mais quentes, e muitas vezes mais calóricas.

– O corpo tende a utilizar menos gordura, pois sua fonte principal está na região subcutânea (logo abaixo da pele), local em que as pessoas querem mais “queimar” (reduzir).

– O alimento mais calórico, juntamente com a indisposição para exercitar-se, conduzem ao aumento da gordura corporal.

Dificuldade do nosso corpo ao exercitar-se em clima frio:

– Demora para aquecê-lo: é totalmente normal um ritual de aquecimento mais prolongado para colocar o corpo em condições confortáveis de treino. Seria prudente, no início, realizar movimentos mais amplos e que envolva o máximo de músculos possíveis. A seguir, inicia-se o alongamento dessa musculatura.

Cuidados com o treinamento no frio:

– Inicie com algumas camadas de roupas e à medida que for aquecendo, vá tirando a vestimenta;

– Sempre use um tecido que facilite a evaporação do suor. Evite aquele tecido que segura muito a umidade;

Importantíssimo: assim que você parar a sessão de treino, troque rapidamente a roupa molhada ou agasalhe-se. E assim que possível, tome um banho morno. Jamais sinta o gelado da roupa num corpo supostamente aquecido.

– Não esqueça de hidratar-se durante o treino. Embora seja mais difícil suar, sua perda de água pode ocorrer muito pela expiração.

– Evite treinar em ambiente com temperatura muito baixa. Ambientes fechados (climatizados) podem ser o mais adequado em certos momentos.

Qual é o melhor exercício?

Aquele que Você mais gosta. Porém, dependendo do ambiente (aberto ou fechado) em que Você vai treinar, os cuidados devem ser redobrados.

Quem deve orientá-lo?

– Procure orientação de um profissional de Educação Física. Ele possui a formação para determinar prescrever o seu exercício, a carga do seu treinamento, tanto no aspecto muscular como no cardiovascular (zonas de treinamento adequadas para o seu objetivo), e poderá conduzir todo o processo de prescrição levando em considerações as intervenções mais adequadas à sua situação.

Para quem curte atividades ao ar livre, às sextas-feiras, no Parque de Coqueiros em Florianópolis, uma atividade do curso de Fisioterapia  passa orientações de exercícios e alongamentos.

Agora é encarar o frio e deixar a preguiça de lado não é mesmo?!

 

COMPARTILHAR