Egresso realiza o sonho da graduação e recebe prêmio por seu TCC

Conheça a história de Márcio que mesmo diante das dificuldades não desistiu de conquistar seus objetivos

A trajetória de Marcio José Gonçalves Pereira, formado em Administração pela UnisulVirtual, é marcada por desafios e superação. Um de seus maiores sonhos era cursar medicina, mas os rumos que sua vida tomou, o levaram para outro caminho e ao encontrar na Universidade, essa realização tornou-se mais do que possível.

Órfão de pai e mãe, Márcio, começou a trabalhar aos 13 anos como office-boy em uma importante siderúrgica e aos poucos foi adquirindo experiência pelos vários setores por onde passou na empresa, até que solicitou seu desligamento pois queria voar mais alto. “Nesta empresa conclui minha faculdade da prática e faltava a teoria a qual adquiri através deste curso pela Unisul, os conhecimentos obtidos através do meu curso foi e estão sendo colocado em pratica a todo momento, inclusive da vida familiar e pessoal, como me ajudou e tem me ajudado a entender os resultados. Pois antes eu realizava com a pratica, mas não tinha o conhecimento teórico”, conta ele.

Com a necessidade de garantir o próprio sustento naquela época, fazer uma faculdade não foi possível. Foi então que quando seus filhos passaram a cursar medicina, seu antigo sonho veio à tona. Por considerar sua idade avançada para estudar medicina, decidiu por então ampliar seu conhecimento na área que atua, administração de empresa. Ao estimular sua esposa, Norma, a retomar os estudos para buscar o espaço na empresa que possuem, iniciaram as buscas por uma universidade. Como possuem compromissos comerciais, a opção foi estudar a distância, pois não poderia comprometer a sua rotina ao frequentar “o banco da faculdade” como ele mesmo diz.  “Sugeri a ela que fizesse Comercio e Exterior, assim juntos fomos buscar uma universidade que pudesse atender os objetivos dela. Neste período não era comum estudar a distância. Então o primeiro passo foi a internet e lá estava o site da Unisul, uma universidade que atenderia perfeitamente o que buscávamos. Mesmo antes de ser aluno da UnisulVirtual eu já aproveitava o material para apreender um pouquinho também”.

Por ser organizado e detalhista, organizou sua rotina de estudos de modo a não interferir em sua atividade profissional e nem pessoal. “Programei no mínimo uma hora por dia, sempre na última hora dentro da empresa, pois se deixasse para realizar os estudos em casa acho que teria um pouquinho de malandragem e meu objetivo não era obter um diploma e sim obter um máximo de conhecimento. Para as avaliações presenciais sempre me dediquei a consultas, revisão de matéria e concentração, logico que em algumas matérias sempre temos dificuldades e em algumas precisei refazer pois não obtive as notas necessárias”, fala Márcio.

Quando chegou a etapa de produzir seu TCC, ele optou por usar o próprio negócio como instrumento de estudo. Sua empresa beneficia chapas de granito e esse processo requer um cuidado para que o rejeito seja depositado corretamente de modo a não poluir o meio ambiente. Diante da situação, ele decidiu pesquisar o que poderia ser feito com o rejeito. “Descobri que em Catalão/MS, tem uma empresa que fabrica maquinas para produzir cerâmicas ecológicas, levei um pouco do nosso rejeito para que eles pudessem fazer uma análise sobre o mesmo. Achamos que tínhamos um rejeito e para nossa surpresa temos uma bela matéria prima. Como já estava estudando resolvi colocar em pratica todo os processos e ao final sabia que daria um excelente TCC, o qual me surpreendeu, pois tive a oportunidade de colocar em pratica o que estava estudando e da maneira correta, hoje meu TCC se tornou um setor produtivo da nossa empresa, o qual também nos proporcionou a abertura de várias outras portas as quais estamos desenvolvendo e futuramente iremos poder ofertar ao mercado consumidor”, diz.

O trabalho de conclusão de curso rendeu uma parceria com a Refugio Engenharia Ambiental, que há anos presta serviços a Márcio, tanto que ano passado recebeu o Diploma e troféu do ano.  A empresa é composta por jovens empreendedores de muito sucesso, que contribuíram em todo o processo de transformação do rejeito em matéria prima, depois solicitaram a permissão para inscrever no Programa de Boas Práticas Ambientais na Industria, que tem como fiadores, o Governo do Estado de Minas Gerais, FEAM – Fundação Estadual do Meio Ambiente, SESI, Sistema FIEMG – Federação da Industria e Comercio de Minas Gerais.  “Esse prêmio é o reconhecimento de todo um trabalho, de toda uma história, um compromisso, ele tem um significado para cada pessoa que dele fez parte, receber um certificado de boas práticas ambientais, num pais onde poucas vezes se tem ouvido dizer de preservação, de consciência, é muito gratificante, ainda mais partindo dos principais órgãos responsáveis em aprovar e fiscalizar as operações extrativas e produtivas. Recebemos um selo verde, um troféu de acrílico, o qual não tem muito valor econômico, mas tem um enorme valor de reconhecimento, o qual nos coloca e nos credencia no mercado consumidor como uma empresa que trabalha corretamente”, destaca.

O sonho do menino pobre, que constituiu uma bela família, que resolveu estudar aos 52 anos, tornou-se realidade. “Nunca é tarde para realizar sonhos, nunca é tarde para estudar, não importa o que você escolheu para estudar, importa que você faça bem feito, faça o seu melhor”, encerra Márcio.

 

COMPARTILHAR