Entenda o fenômeno ótico da bola quicando entre Chapecoense e Atlético-MG

Quem assistiu a partida entre Chapecoense e Atlético-MG no domingo (14), pela 10ª Rodada do Campeonato Brasileiro, se surpreendeu com a imagem da bola arremessada quicando no ar. Quem não viu o jogo pode ver depois pela internet, pois o fenômeno, que intrigou muita gente, ainda está repercutindo na rede.

As pessoas estão tentando entender o que ocorreu e a imprensa tem entrevistado diversas fontes para explicar o fenômeno. Nesta terça-feira, 16/07, o professor do curso Cinema e Audiovisual da Unisul Campus Grande Florianópolis Unidade Pedra Branca, Jair Molina Jr., foi acionado pelo portal Uol para explicar o acontecimento com efeito ótico da bola “quicando” no ar.

Para o professor Jair Molina Jr ocorreram três fenômenos óticos que, aliados ao movimento da bola, provocaram a ilusão no vídeo: uma panorâmica da esquerda para a direita, uma tilt down (movimento de cima para baixo) e um zoom out (abertura do quadro).

“Esses três movimentos fazem com que a câmera tenha que corrigir o frame que vem depois do frame que estava antes. Se fosse só uma panorâmica, a câmera corrigiria automaticamente. O zoom é o grande fator que propicia esse ‘quique’. É uma objetiva zoom. Essa noção de variação de um foco para o outro cria esse efeito. O fato é que a bola está em movimento junto aos movimentos da câmera, e não percebemos o mesmo efeito sob os jogadores que estão atrás da rede, facilitando a percepção deste efeito apenas na bola”, explica o professor Jair Molina Jr.

Confira a reportagem do Portal UOl na íntegra, AQUI.


COMPARTILHAR