Unisul oferta especialização lato sensu em Psicologia Jurídica

A pós-graduação lato sensu em Psicologia Jurídica da Unisul, ofertada na modalidade presencial, qualifica o profissional para atuar em uma área que tem crescido muito atualmente diante dos altos índices de violência e negação de direitos humanos. Direcionada aos psicólogos formados, a pós-graduação em Psicologia Jurídica tem duração de 405 horas, e o investimento pode ser parcelado. Os interessados podem se inscrever até o dia 8 de fevereiro clicando no link: Psicologia Jurídica. As aulas serão semanais.

De acordo com a coordenadora da especialização, professora Neide Cascaes, a pós em Psicologia Jurídica é pioneira no Estado de Santa Catarina e vai suprir uma carência enorme de cursos de especialização na área da Psicologia, junto aos formandos de Psicologia de toda a região de Tubarão, Criciúma e Orleans. “Especialistas em psicologia jurídica poderão exercer suas atividades com mais excelência em delegacias, presídios, fóruns, entidades responsáveis pela fiscalização do exercício profissional de diversas áreas, conselhos tutelares, ONGs, dentre muitas outras que necessitam de psicólogos capacitados e conhecedores das leis e dos direitos do cidadão”, completa ela.

Destaca-se como enfoque de trabalho do psicólogo jurídico:

– contribuir para políticas preventivas;
– estudar os efeitos do crime sobre a subjetividade do indivíduo;
– investigação psicológica especializada, com vistas a entender o comportamento dos atores jurídicos tanto da vítima quanto do vitimizador e as consequências das suas ações jurídicas.

Após finalizar o curso, o aluno pode atuar no âmbito da justiça, nas instituições governamentais e não governamentais, colaborando no planejamento e execução de políticas de cidadania, direitos humanos e prevenção da violência, em diferentes níveis e instituições, podendo atuar como psicólogo jurídico consultor, pesquisador, professor ou especialista, em organizações públicas, privadas e ONGs.