Estudante ganha bolsa com direito a escolher o país

O estudante Eduardo Von Platen Slussareki, do curso de Relações Internacionais foi contemplado com uma bolsa ibero-americana-Santander, com direito a estudar, durante um semestre, em um dos nove países que ele pode escolher: Argentina, Colômbia, Chile, Espanha, Peru, Porto Rico, Portugal, México e Uruguai. O programa Santander, que está entre as várias opções de intercâmbio oferecidas pela Unisul, é um dos mais concorridos em nível internacional.

Neste ano foram disponibilizadas apenas duas vagas para a bolsa e Eduardo conseguiu ser agraciado. “O critério de seleção é muito concorrido, são alunos de todos os cursos pleiteando uma vaga em toda Grande Florianópolis. Em contrapartida, eu sempre confiei na minha capacidade”, fala o aluno de Relações internacionais da Unisul, sobre como o processo de seleção é complicado.

Uma prova da dificuldade para conseguir a bolsa, é que essa foi a segunda tentativa do Eduardo. “É o segundo ano consecutivo que realizei minha candidatura e sempre me preocupei em manter minhas médias altas, além de um bom relacionamento com o órgão docente. Foco, dedicação e comprometimento, a soma das três virtudes foi a chave para a conquista da vaga que, mesmo depois de um ano com resultados não tão satisfatórios, hoje tenho orgulho de levar o nome da Unisul e do curso de Relações Internacionais para o mundo”.

As bolsas são para qualquer aluno da Unisul desde que: esteja regularmente matriculado, sendo brasileiro nato ou naturalizado, maior de 18 anos, com no mínimo 35% da carga horária total da graduação concluída, e que tenha média mínima geral no histórico de graduação igual ou superior a 8,0.

Apresentado a bolsa no primeiro semestre do curso, Eduardo sempre tentou se manter nessas condições, para assim que atingissem o mínimo da carga horária ele candidatasse a vaga. “Embora a Bolsa Ibero-americana do Santander requisitasse 35% de conclusão do curso e médias relativamente altas, a chance de conhecer e me aprofundar em uma nova cultura através da universidade despertou meu interesse e foi um norte para meu desenvolvimento dentro do meio acadêmico onde, a partir de então, acompanhei todos os editais até o momento que seria possível minha candidatura”.

Dentro desse pensamento, ele conta qual foi a sensação quando soube que tinha sido selecionado para a vaga, “Gratidão! Estava em um almoço de família quando recebi a notícia, foi simplesmente incrível. Não tem palavras para descrever a sensação de poder representar a universidade, dentre tantos alunos altamente qualificados, e usufruir das experiências e oportunidades que um intercâmbio propicia. Eu sempre tive o sonho de viajar pelo mundo, tenho convicção que é só o começo de uma longa caminhada, mas depois de muito trabalho e estudos esse é o primeiro passo colhendo as recompensas que plantei”.

Eduardo ainda não tem planos concretos e relata que escolher a universidade de destino foi complicado, alinhar estrutura, segurança, mobilidade e oportunidades não são tarefas fáceis, considerando o potencial das diversas opções de destino disponíveis. “Entretanto, com o excelente suporte da equipe do Unisul Global os primeiros passos serão desenrolar as burocracias necessárias e já prospectar empresas do meu ramo de atuação (Comércio Exterior), alinhar contatos e cultivar amizades que agreguem positivamente no meu futuro”, conclui enquanto espera o termo de adesão da Universidad Iberoamericana Ciudad de Mexico.