8 milhões de pessoas podem ser inférteis no Brasil

A dificuldade de engravidar é mais comum do que se imagina. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a infertilidade afeta de 50 a 80 milhões de pessoas em todo o mundo e, no Brasil, aproximadamente 8 milhões de pessoas podem ser inférteis. Ainda segundo a OMS, um casal é considerado infértil quando mantém relações sexuais sem métodos contraceptivos durante 12 meses sem engravidar.

Para falar sobre o assunto, o curso de Medicina da Unisul promove o evento Infertilidade, nesta terça-feira (11), a partir das 19h, no Auditório do Bloco da Saúde, Campus Tubarão. O evento é uma promoção das Ligas Acadêmicas de Ginecologia e Obstetrícia e de Urologia. O encontro conta com a participação do médico urologista Daniel Iser e da médica ginecologista e especialista em fertilidade, Lisandra Radaelli. As inscrições custam R$ 5,00 e podem ser realizadas no DCE. Após a palestra, um coffee break será ofertado.

Conheça os convidados

Lisandra Radaelli – graduada em Medicina pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Residência de Ginecologia e Obstetrícia na Maternidade Darcy Vargas, em Joinville. Especialista em Fertilidade pela clínica Nilo Frantz, em Porto Alegre.

Daniel Albrecht Iser – graduado em Medicina pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Residência em cirurgia Geral pelo Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre. Residência em Urologia pelo Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre.

COMPARTILHAR