Faepesul e Prefeitura juntas na pavimentação de Tubarão

A Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Extensão da Unisul (Faepesul) está participando do projeto “Se essa rua fosse minha”, desenvolvido pela Prefeitura de Tubarão. A iniciativa, que leva pavimentação a ruas já existentes na cidade azul, visa proporcionar para os moradores das 90 ruas cadastradas no projeto uma maior qualidade de vida através da infraestrutura urbana. Assim, a Unisul participa por meio da elaboração dos projetos de pavimentação e fiscalização da execução das obras, o que possibilita a acadêmicos do curso de Engenharia Civil oportunidades de estágio.

Pedro Lemos, responsável técnico de Engenharia Civil da Faepesul, esclarece que a parceria firmada entre o órgão público e a Unisul beneficia a todos. “A prefeitura viu na Faepesul, uma fundação que não visa lucros e que tem como foco o desenvolvimento regional, a oportunidade de ter um acompanhamento detalhado do desenvolvimento das pavimentações e da execução das obras. Isso permite ajustar processos para os projetos das próximas ruas, gerando aprendizado para a Fundação, estagiários, empreiteiras e promove benefícios à população. ”

Projeto pioneiro na região

O presidente da Faepesul, Tarcísio dos Santos Júnior, explica a importância que a parceria entre a Universidade e a Prefeitura de Tubarão proporciona ao projeto. “Além do ganho de trabalho, temos o ganho institucional. Outras regiões do estado podem ter acesso aos conhecimentos produzidos aqui na Universidade e trabalhado em prol do desenvolvimento regional. O projeto é pioneiro na região da Amurel e já é acompanhado de perto por outras cidades”. 

Além disso, a Unisul tem a oportunidade de colocar em prática a sua marca registrada de Universidade Comunitária através do ensino, pesquisa e extensão que participar de um projeto como esse proporciona.

Oportunidade aos universitários

Arthur Vidor Ribeiro, estagiário da Faepesul pelo projeto, acredita que o amplo número de alunos cursando Engenharia Civil torna mais competitiva a busca por um estágio na área. Para a coordenadora do curso de Engenharia Civil, Lucimara Andrade, essa é uma oportunidade de colocar em prática o que aprendem em sala de aula. “Ao lidar com as situações adversas do cotidiano no ambiente de trabalho, o estagiário aprenderá a aplicar o conhecimento adquirido, de forma colaborativa e interdisciplinar. Essa experiência é um ponto chave para o desenvolvimento de profissionais cada vez mais qualificados”.

Já a estudante do nono semestre de Engenharia Civil, Bruna da Silva, começou ainda no mês de abril o estágio pela Faepesul e aponta suas primeiras impressões. “Está sendo enriquecedor, tanto como pessoa como futura profissional da área. Por ser um programa que trabalha com ruas já habitadas, é totalmente diferente, pois o que está em projeto nem sempre é o que a realidade do dia a dia nos mostra. Além de estar em contato com várias pessoas, desde engenheiros, topógrafos, a empresa responsável pela execução, os moradores. É um grande aprendizado e está sendo uma experiência única”.

Estudantes vistoriam rua do projeto “Se essa rua fosse minha”

Se essa rua fosse minha

O programa “Se Essa Rua Fosse Minha” foi lançado em setembro de 2018 pela Prefeitura de Tubarão em parceria com os moradores da cidade azul. O município concede os materiais e os projetos para as pavimentações e os moradores contratam a empresa que vai executar a obra.

São 90 ruas cadastradas e algumas delas já estão tendo suas obras iniciadas nesse primeiro semestre de 2019. A pavimentação é feita com lajotas sextavadas e com calçadas em paver. Foram escolhidas para esse primeiro momento ruas de menor extensão e em bairros diferentes para evitar uma concentração de obras em uma mesma área da cidade.

COMPARTILHAR