Jornalista lança seu segundo romance policial, pela Editora Unisul

Depois da estreia em ‘As covas gêmeas’, lançado em 2010 pela Editora Brasiliense (São Paulo), o comissário Marlowe volta à ação em ‘A rosa no aquário’, segundo romance policial do jornalista Marco Antonio Zanfra. O livro, publicado pela Editora Unisul, será lançado a partir das 19 horas desta terça-feira, 17 de abril, no hall de entrada da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina.

Se em ‘As covas…’ Marlowe desmontava uma rede de tráfico de órgãos humanos – que simplesmente atravessou seu caminho enquanto ele procurava um garoto desaparecido – neste novo romance ele emprega toda sua energia para provar a inocência de uma ex-namorada acusada de assassinato, mas enfrenta principalmente a resistência dela em se livrar da culpa.

Marlowe é um policial afastado do trabalho enquanto responde a uma sindicância por provocar, supostamente bêbado, o acidente que acabou condenando à cadeira de rodas um companheiro de trabalho. Ele é perseguido pelo corregedor – que o quer longe da corporação – mas não consegue ficar distante da atividade à qual dedicou sua vida. Problemático, cínico, dependente de álcool, ele é, todavia, extremamente humano e justo. Pai de uma criança especial não completamente assimilada por ele, Marlowe carrega a culpa por não dar à filha o amor que ela merece e por ser responsável pela condenação de seu parceiro à imobilidade.

PALAVRAS DO AUTOR

A área policial me atraiu desde o início da profissão. Meu primeiro emprego como repórter, na Folha de S. Paulo, foi na área de polícia. No total de meus 41 anos de profissão, trabalhei uns 15 na polícia. E me aperfeiçoei, criei o Manual do Repórter de Polícia, conheço bem de lei penal, de julgamentos, de regime prisional, de perícia criminal, de armas. Nada melhor, então, do que escrever uma história numa área que você conhece, onde teve grande vivência, porque seu texto fica muito mais crível, consistente. E como eu sou bastante detalhista no que escrevo…Fora essa minha formação, acho que a área policial é a mais rica em termos de conteúdo humano. Você tem várias histórias numa só. Se você consegue provocar raiva numa matéria de economia, você pode produzir sentimento numa matéria policial.

SOBRE O AUTOR

Com 41 anos de exercício profissional recentemente completados, o jornalista Marco Antonio Zanfra passou 25 anos dentro de redações de jornais e revistas, como repórter, redator e editor. Destes, pelo menos 15 anos foram dedicados à editoria de polícia.

Graças a essa experiência, ele criou em 2001 o ‘Manual do Repórter de Polícia’, que, embora não tenha sido lançado na forma de livro impresso, é um compêndio temático on-line até hoje utilizado por profissionais da área. O manual não ensina a fazer jornalismo policial, mas fornece informações técnicas da lei penal, da medicina legal, de armas e munições e da justiça criminal, entre outros assuntos.

Além do ‘Manual do Repórter de Polícia’, o jornalista é autor do romance policial ‘As covas gêmeas’, lançado em 2010 pela Editora Brasiliense (São Paulo), que tem como personagem principal o mesmo ‘comissário Marlowe’ que protagoniza ‘A rosa no aquário’, ora sendo lançado.

Trabalhou como assessor de imprensa da ALESC, no Detran, e depois como diretor de Apoio e Mídias da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Florianópolis.

Nascido em São Paulo, Marco Antonio Zanfra mora há mais de 20 anos em Florianópolis, no Sul da Ilha. É casado, tem duas filhas e, por enquanto, dois netos.

SERVIÇO

O quê: lançamento do livro ‘A rosa no aquário’, de Marco Antonio Zanfra
Quando: 17 de abril, terça -feira, das 19 às 21 horas
Onde: hall de entrada da Alesc, à rua Dr. Jorge Luz Fontes, 310, Centro, Florianópolis
Quanto: RS 40,00 no dia do lançamento, na ALESC

 

COMPARTILHAR