Dia Nacional da Matemática: atividades resgatam o exercício da cidadania

A exemplo de outros anos, na data comemorativa ao Dia Nacional da Matemática, os cursos de Matemática da Unisul (bacharelado e licenciatura presencial e EaD) envolvem seus estudantes com atividades extras com a finalidade de resgatar a importância da Educação Matemática em diferentes níveis de ensino e também lembrar que a matemática é indispensável no exercício da cidadania.

Neste ano, no dia 06, inciaremos de forma inovadora uma semana de atividades voltadas aos estudantes dos cursos de Matemática, tanto os nossos futuros bacharéis quanto os futuros licenciados.

A programação envolverá as seguintes ações:

(1) RODA VIVA – Uma Webconferência com circuito interno envolvendo os três coordenadores dos cursos: Profa Diva, Prof. Mário e Prof. Dalmo e todos os estudantes dos cursos de Matemática. Será um momento em que, por meio de perguntas e respostas, vamos resgatar: a história dos nossos cursos de matemática; os avanços de uma caminhada exitosa; os dilemas relacionados com a matemática e as possibilidades de um futuro melhor, considerando-se os avanços tecnológicos e o mercado de trabalho.

(2) Atividades de Fóruns – resgatando-se uma caminhada já trilhada por grandes matemáticos e grandes educadores como é o caso do Prof. Júlio César de Mello e Souza, nosso tão lembrado Malba Tahan, cuja data de aniversário é referenciada no Dia Nacional da Matemática.

(3) Ainda nos Fóruns – vamos acionar atividades motivadoras que envolverão nossos estudantes para olhar o futuro de forma realista, mas também otimista, pois no nosso mundo repleto de matemática há os números imaginários e os números reais. Nossos estudantes precisam seguir para o futuro com a certeza de que a matemática é interdisciplinar e necessária para o ser Humano.

Com a certeza de que os escritores de todos os tempos gostam do “mil”

Inspirados nas “histórias” de Malba Tahan, quando discute “O número mil e um na técnica e na lenda” e nos escritos de muitos autores que gostam de usar o termo “mil”, deixamos aqui o convite para que abraçar a lenda do “mil e um”.

Não podemos esquecer que:

  • os egressos de uma graduação sempre sonham com “mil oportunidades de empregos”;
  • os indivíduos que vivem em grupos sociais/famílias, em datas festivas encaminham “mil beijos e milhões de abraços”;
  • como cidadãos, devemos lutar pela resolução dos “mil problemas sociais”.

Afinal “mil estrelas brilham no céu”.

Por: Profa. Diva Marília Flemming
Coordenadora do Curso de Matemática – Bacharelado

COMPARTILHAR