Mestrado em Educação participa de evento internacional

Entre os dias 22 a 25 de maio de 2018, as professoras Fátima Elizabeti Marcomim, Josélia Euzébio da Rosa e Yalin Brizola Yared participaram do III Congresso Ibero-Americano de Humanidades, Ciências e Educação: produção e democratização do conhecimento na Ibero-América, que ocorreu na Universidade do Extremo Sul Catarinense/Unesc.

Ao prestigiar a programação do evento, desde sua palestra de abertura, mesas redondas, minicursos e discussões em Grupos de Trabalho (GTs), as participantes puderam vivenciar a pauta do congresso, que envolvia a discussão e ações político-sociais que visam debater a construção, acesso e circularidade dos conhecimentos científicos. Almejava-se também que as contribuições socializadas qualificassem práticas instaladas, para ressignificá-las, assim como, que houvesse a socialização de experiências docentes, tanto de sala de aula, quanto de pesquisa acadêmica.

A professora Yalin ministrou o minicurso “Educação Sexual Emancipatória e Formação de Professores: princípios e orientações para uma educação promotora do pensamento crítico”. O minicurso objetivava estabelecer um espaço intencional de reflexão crítica sobre processos de educação sexual vividos na formação inicial e continuada de professores/as, com vistas ao enfrentamento à toda e qualquer forma de discriminação, preconceitos e violências, na busca de uma sociedade mais justa, democrática, inclusiva e com qualidade de vida para os/as cidadãos. Esta proposta representa a criação de espaço de diálogo e democratização de conhecimento elaborado a partir de sua pesquisa de doutoramento e estágio sanduíche em Portugal. Além disso, a professora ressalta que uma primeira versão do curso, com 28h, já foi ofertada na forma de ‘curso de extensão’ aos alunos de Licenciatura em Ciências Biológicas da UNISUL, em 2017/02.

A mestranda Ediane da Silva, orientanda da professora Yalin, também participou do evento. “O congresso, novos conhecimentos e interação de saberes nos GTs. Nos minicursos, novas dinâmicas que contribuem para ação pedagógica, bem como, novas teorias que promovem umas práxis inovadora, conscientizadora e crítica”, ressalta.

A professora Josélia Euzébio da Rosa (Unisul), juntamente com os professores Vidalcir Ortigara (Unesc) e Ademir Damazio (Unesc) organizaram o 50º Grupo de Trabalho Temático do evento: Estudos na Perspectiva Histórico-Cultural. Nesse GT apresentaram trabalhos as mestrandas Mariana da Silva Fontes e Luciane Corrêa do Nascimento Isidoro. “A participação no evento possibilitou trocas de conhecimentos com pesquisadores nacionais e internacionais de diferentes grupos de pesquisa, cuja base de seus estudos tem vínculo com a Perspectiva Teórica Histórico-Cultural. Nesse contexto, tive a honra de representar o grupo de pesquisa TedMat, bem como refletir sobre a pesquisa de Mestrado em andamento”, avalia Mariana.

A professora Dra. Fátima Elizabeti Marcomin, juntamente com os professores Dr.  José Carlos Virtuoso (Unesc) e Dra. Miriam da Conceição Martins (Unesc), coordenaram o Grupo de Trabalho 13 – Educação Ambiental: trocas de experiências para novas abordagens metodológicas em Pesquisa e Extensão. Na programação desse GT, os trabalhos apresentados permitiram o aprofundamento da temática e o estreitamento das relações entre os pesquisadores de diferentes instituições. A professora Fátima é também coordenadora do Grupo de Pesquisa Análise e Planejamento Ambiental da Paisagem e Educação Ambiental (AnPAP-EA) que atua junto ao Mestrado em Educação e ao Curso de Ciências Biológicas.

Yalin e Ediane (abertura)
Grupo mini curso
Mini curso1
WhatsApp Image 2018-05-28 at 14.44
Foto GT 13 – UNESC 2 20180525_093036
Mini curso 6
Mini curso4
WhatsApp Image 2018-05-28 at 114.44
COMPARTILHAR