A comunidade acadêmica da Unisul perde Moacir Fogaça

A semana que passou foi muito triste para toda a Universidade do Sul de Santa Catarina. A comunidade acadêmica da Unisul perdeu o amigo, conselheiro e professor, Moacir Fogaça

Com tristeza e pesar, a Unisul recebeu a informação do falecimento do professor Moacir Fogaça, aos 71 anos, na noite de quinta-feira, dia 26 de janeiro. Moacir lecionava na Unisul há mais de 15 anos e era Coordenador do Curso de Tecnologia em Gestão Operacional e Logística da Unisul Virtual. Enlutada a Unisul prestou condolências aos familiares e amigos.

“Ele era um professor admirável, um colega admirável, benquisto por todos os professores e coordenadores”, ressalta o reitor da Unisul, Mauri Luiz Heerdt.

A comunidade acadêmica perde Moacir Fogaça

Graduado em Engenharia Operacional Eletrônica Industrial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1980), graduado em Tecnologia Eletrônica pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1980), graduado em Tecnologia em Gestão Financeira pela Unisul em 2009, graduado em Administração (Bacharelado) pela Unisul em 2011/1, com MBA pela Fundação Getúlio Vargas (2009) e Mestrado em Gestão Empresarial pela Unisul (2003), Moacir era professor titular da Universidade do Sul de Santa Catarina e coordenava o Curso Superior de Tecnologia em Logística na Unisul Virtual. Possuía vasta experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, tendo atuado principalmente nas seguintes áreas: logística, qualidade, internet e ensino a distância.

Com experiência de 20 anos em Telecomunicações e 13 anos em docência no ensino superior, o amigo Fogaça leciona, além da Unisul Virtual, nos cursos presenciais de Administração e Engenharia de Produção. Era um professor de mente brilhante, era um amigo querido, fiel, conhecido por todos na instituição. Para alguns, além de professor, era um pai, amigo e conselheiro. A comunidade acadêmica perde, além do profissional, um amigo querido, uma perda em cada coração particular da universidade, e a sociedade perde os ensinamentos de um verdadeiro apaixonado pela profissão.

Texto: Reginaldo Osnildo

COMPARTILHAR