Mulheres produzem documentários no curso de Produção Multimídia

Para comemorar este dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a Unisul disponibiliza três documentários produzidos por mulheres sobre mulheres.

Com olhares sensíveis sobre a mulher contemporânea, alunas do curso de Produção Multimídia da UnisulVirtual produziram, e dirigiram, documentários com protagonistas mulheres em contextos diferentes.

Sobre os documentários:

No documentário ‘Mulheres da Floresta, o chamado’ deixa o recado de que as aldeias indígenas têm muito a ensinar. O vídeo fala sobre a mulher indígena que é a ‘mãe’ da nossa terra, mostrando que as mulheres querem preservar o que dá saúde e força aos seus povos: a maternidade, o poder de ficar junto dos seus filhos e dar educação básica.

O resgate à memória e dedicação nos cuidados com a terra, são destacados no documentário ‘Cuidar e cultivar’, de Milenne Kelly, com atuação e depoimento de Nayara Lino. “A proposta foi desenvolver um cultivo como forma de cuidado com o meio ambiente no tratamento consciente da terra. A consciência e a educação fazem parte do conjunto das coisas que constroem um mundo melhor. A poesia faz parte da narrativa e demonstra o carinho e cuidado com o meio ambiente associado ao bem estar, ao corpo e ao espírito. Tudo se transforma a partir da ação consciente”, destaca Milenne.

Relacionando o preconceito que a mulher sofre, e que não pode ser esquecido em uma data tão importante, abaixo disponibilizamos o documentário dirigido por Raquel Queiroz: ‘Assédio não é elogio!’.

Os demais vídeos serão disponibilizados na FanPage da UnisulVirtual, para acessar clique aqui!

COMPARTILHAR