Novo espaço auxilia alunos em Design de Moda

Os alunos do curso de Tecnologia em Design de Moda da Unisul, campus Tubarão, ganharam nesta terça-feira, 4/9, um espaço novo para criar e colocar em prática suas ideias. O ateliê é um dos lugares mais importantes para o curso porque é onde se aprende a modelagem, corte e costura. “A reconstrução dele é muito importante, porque além das melhoras, ele nos inspira na criatividade, desperta tudo, tanto nas cores, na decoração, na animação da turma e na estrutura em si mesmo. É tudo! Questão da iluminação, a pintura também ajuda bastante, porque era um ambiente mais escuro. A pintura do ateliê você consegue perceber dá uma iluminada no ambiente”, explica a acadêmica do 6º semestre Priscila Lima Carara.

Segundo Priscila, as cortinas foram feitas com retalhos doados por empresas parceiras. “Tivemos a ajuda das professoras para costurar, mas, a maioria das coisas que tem aqui foi nos que fizemos. Como dos desenhos nas paredes, nos armários, foi tudo feito por alunos e professores. O ateliê tem a nossa cara, se deixasse a gente pintava até o teto. Ele está ficando com a nossa cara, em tudo, até nos manequins pintados”.

O reitor da Unisul, professor Mauri Luiz Heerdt explica que a Universidade tem uma política institucional de diversificar e qualificar os ambientes de aprendizagem. “Aqui nós temos um exemplo de um ambiente de aprendizagem que está sendo qualificado. Isso tudo para nós oferecermos também uma educação que conecte cada vez mais a teoria e a prática. Portanto, essa aqui é mais uma das ações nessa direção, uma educação com qualidade”.

Para a coordenadora do curso de Tecnologia em Design de Moda, Deisy D’Aquino Claudio o ateliê de moda é um ambiente onde os alunos desenvolvem suas criações. “Este ambiente é onde eles se inspiraram para poder botar em prática toda a pesquisa e todo o trabalho que é desenvolvido no curso, então é de extrema importância eles terem este ambiente reformulado. Só que é só o início, porque como a moda é cíclica, não tem como parar por aqui. Ele vai continuar sendo modificado diante das tendências, diante das necessidades do curso e é para isso que eu estou aqui, para procurar com eles um ambiente melhor, uma unidade de aprendizado, que eles consigam se inspirar mais”.

Na oportunidade, a gerente de marketing da área de moda e produto da Cia de Tecidos Santanense, Heleonora Ferreira França ministrou a palestra sobre as tendências para 2019. A gerente de marketing falou sobre os conceitos, os propósitos que estão sendo discutidos e com a tecnologia pode ajudar na questão de consciência de consumo. “Tudo isso são fatores e conceitos que vão influenciar no desenvolvimento das peças no futuro, no desenvolvimento de moda no futuro”.

Segundo Heleonora, a ideia é instigar esse olhar é mostrar que existem possibilidades enormes que as vezes não são exploradas dentro desses produtos que estão ali para serem manuseados no dia a dia. “Fora isso tem também a questão do uso do consumo consciente, como o consumidor vai estar fazendo essa roupa no futuro, porque não adianta nada você ter todo o glamour de criar uma peça se ela não for consumida, se ela não te seduzir para o consumo, então essa consciência é muito importante também”.

Por último ela tratou das questões mais práticas e técnicas, que são as informações para o inverno 2019. Qual a proposta de cores, de tecido, modelagens, tanto para adulto quanto para o infantil. “Então a ideia é fazer um resumo. Não gosto de falar muito de tendência, falo que é trazer informação, acho que tendência é algo tendencioso a ficar fora de moda muito rápido, então a gente tem que ter muito cuidado, quando a gente usa a expressão e quando a gente usa essa informação como proposta de um desenvolvimento de uma coleção”, finaliza Heleonora.

COMPARTILHAR