O desafio de conciliar duas profissões, a Pedagogia e o Direito

Patrícia Russi de Luca sempre pensou em lecionar, mas depois de se tornar professora descobriu uma nova paixão, o curso de Direito.  Seguiu sua vida profissional conciliando as duas coisas e também, uma rotina puxada de trabalho, estudo e filhos. Mas sua determinação sempre a ajuda seguir em frente. Após se formar na segunda graduação passou a ministrar aulas no curso de Direito da Unisul. A sua paixão pelo conhecimento não para, pois atualmente está pensando na possibilidade de cursar mestrado em Educação para se aprimorar ainda mais e unir os laços entre as duas áreas que ama.

Natural de Blumenau, veio para Florianópolis estudar psicologia, em 1987. Contudo, deixou o curso na quarta fase, pois na época precisava cuidar de sua primeira filha, Rafaella. Três anos depois, Patrícia resolveu retomar o sonho de estudar e escolheu a Pedagogia.

‘Decidi estudar pedagogia por dois motivos, um porque o curso era oferecido em um só período, precisava ter uma rotina organizada e tempo para a família, e dois, porque lecionar sempre foi meu desejo’’, conta.

Após formada, prestou concurso para a prefeitura de Florianópolis e começou a atuar como professora do ensino fundamental. Mas, depois de cinco anos, as perspectivas e dificuldades econômicas que a profissão apresentava fizeram com que Patrícia investisse em uma nova área de atuação, o curso de Direito,  área que também tinha grande interesse.

Começou a cursar direito na Unisul em 2003, mas nunca abandonou a pedagogia que tanto gostava. “Desde o início na Universidade, minha ideia foi unir a pedagogia e o direito. O magistério já havia se tornado uma paixão. Por isto, antes mesmo de me graduar, iniciei uma pós-graduação em Função Social do Direito. Seis meses após concluir, fui chamada para lecionar na Unisul, e aqui estou há 11 anos’’, relata.

No Direito leciona a disciplina de Negócios Jurídicos e também atua no núcleo de práticas jurídicas (NPJ) em três níveis de estágio. Além disso exerce advocacia junto ao núcleo e atua em defesa dos interesses das pessoas hipossuficientes – referente a quem possui carência financeira.

Para o futuro, Patrícia pretende continuar conciliando as duas profissões e também dar atenção à família que cresceu durante esse tempo. Além de Rafaella, a professora tem mais 3 filhos: Anna Carolina, Gustavo e Vinicius. ‘’Planos? Sim sempre! O mais desejado é ingressar no mestrado, quem sabe na área da educação, unindo ainda mais os laços entre estas duas áreas que amo’’, ressalta com animação.

COMPARTILHAR