Professor aplica inovação e práticas transversais em ambiente virtual

A paixão pela docência gera atitudes que ultrapassam os antigos formatos de ministrar aula. Este é o caso do professor Álvaro José de Souto, que propõe ações inovadoras nas disciplinas que ministra.

Álvaro é professor e coordenador do curso de Processos Gerenciais e do Programa de Pós-graduação em Gestão Empresarial na UnisulVirtual. Como atua na modalidade a distância, reconhece a especificidade do público, que possui um perfil diferente daqueles que frequentam as aulas na modalidade presencial e por isso, busca constantemente aplicar novas ações para estimular a produção do conhecimento. “É um desafio lecionar, porque o professor é uma figura fundamental na formação do indivíduo e deve estar atento ao que acontece para auxiliar esse aluno a encontrar o seu caminho”.

Atento à velocidade dos acontecimentos, professor Álvaro, considera que o papel do professor não se resume apenas a passar o conteúdo e sim, propor ações inovadoras que além de atrair o aluno, contribuirão com suas escolhas por ser o docente o mediador que auxiliará o acadêmico a identificar as possibilidades. “Eu acredito que o docente não tem a solução, mas cabe a ele encaminhar, motivar o aluno a encontrar as possibilidades. Vejo o professor como um consultor, um coach, porque ele conhece as técnicas, tem experiência para orientar e contribuir com as suas escolhas”, conta.

Com perfil inovador, este ano, teve a ideia de aplicar uma atividade voltada à questão ambiental em uma turma que estuda a gestão com o projeto: Como trabalhar com a temática ambiental em uma UA que não é sobre esse tema. “A disciplina que leciono é gestão estratégica, os conceitos fundamentais são planejamento, organização e controle. E seguindo o texto disponibilizado pelo Ministério do Meio Ambiente, pedi para que elaborassem uma proposta de inovação que estivesse alinhada a essas diretrizes do governo federal em relação ao meio ambiente e sustentabilidade. Que aplicasse as ferramentas de gestão aliadas à questão ambiental para aplicar dentro das comunidades onde estão inseridos”, explica o professor.

Essa atividade atende às questões transversais de sustentabilidade e estão alinhadas à extensão, para proporcionar uma maneira diferente de aprendizagem, de praticar os conhecimentos além da futura atuação profissional, que contribuirá com o papel social. “Eu queria trabalhar na questão das atividades a extensão, a aplicabilidade do conhecimento e isso envolve o aluno e deixa ele mais entusiasmado para fazer atividades. Para isso, disponibilizei uma ferramenta que se chama 5W2H que é da área de gestão estratégica e eles a utilizaram na proposta de inovação. Então fiz essa união de tema transversal que é o ambiental e também a questão da extensão porque eu vejo que o aluno vê muito mais sentido quando está aprendendo”, destaca.

O resultado não podia ser mais positivo, porque como observa Alvaro, quando o aluno percebe uma questão ambiental logo se identifica e quer colaborar para um planeta melhor e esta é uma oportunidade de aproveita as técnicas de gestão que está aprendendo para colocar a inovação na prática, na empresa ou na vida pessoal. “Considero os exemplos, que são pessoais, mesmo não trabalhando, essa pessoa pode aplicar as técnicas de gestão em ações na comunidade onde está inserida. A ideia era gerar engajamento, de fazer com que os alunos percebessem a utilidade de fazer a diferença aplicando o método e automaticamente se entusiasmarem”.

Além do professor, o aluno do curso  a distância, recebe o suporte do tutor, que oferece o suporte técnico a turma. “Nossa função é garantir o bom desempenho e as condições para os alunos atuando diretamente como mediadores. Com uma visão global do que acontece nas salas e nos cursos, sendo responsáveis pelas turmas de determinado curso, estimulando e auxiliando nas atividades e demais questões administrativas”, contextualiza Alexandre Wagner da Rocha, tutor do campus UnisulVirtual.

COMPARTILHAR