Os cuidados ao encontrar animais de encalhe

Uma baleia foi encontrada morta na praia do Camacho, no sul do estado. O animal, da espécie jubarte, foi localizado por pescadores no último final de semana. A causa da morte ainda não foi definida, pois ainda é necessário realizar uma necrópsia no corpo.

Segundo o professor do curso de Ciências Biológicas da Unisul, Rodrigo Ávila, é comum a presença dessas baleias na região sul do estado. “As baleias franca, jubarte e orcas transitam pelo nosso oceano, algumas mais próximas do continente e outras mais afastadas”, esclarece.

Outro ponto importante destacado por Rodrigo é sobre o comportamento das pessoas ao encontrar o animal. “É muito importante não tocar nesses animais, já que a causa da morte ainda precisa ser investigada, pois o animal pode ter morrido por alguma doença, por exemplo. Além disso, em um momento de uma cheia do mar ou de uma onda, esses animais podem rodar e acabar caindo em cima de uma pessoa, e essa pessoa ficar trancada, podendo até chegar a óbito”, alerta.

Essa foi a primeira baleia jubarte encontrada morta no litoral catarinense neste ano. Ao se deparar com um animal de encalhe (quando aparecem na beira da praia), é importante que a pessoa que o encontrou chame as autoridades responsáveis. “A Udesc possui um programa de monitoramento da praia, e é importante que as pessoas entrem em contato com a instituição. Outra opção é ligar para a Polícia Ambiental, que fará os encaminhamentos”, explica o professor da Unisul.

COMPARTILHAR