Os desafios de um novo pai

Acostumado a ouvir termos como cinesioterapia, epidemiologia, terapia biotérmica, eletroterapia neuromuscular, João Arthur Figueiredo levou um susto ao ouvir uma palavra que até então não era comum na sua vida: gravidez. Aos 22 anos, ainda cursando a graduação de Fisioterapia na Unisul, ele descobriu que seria pai. O susto logo se transformou em alegria e em um amor incondicional, que foi materializado no dia 02 de agosto, com o nascimento da pequena Joana Lís.

João Arthur, que está no 9º semestre, compartilha a emoção que sentiu ao ver o rosto da filha ao nascer. “Foi muito emocionante vê-la pela primeira vez. Eu acompanhei todo o parto e foi algo indescritível. Eu senti uma felicidade sem igual”, conta o mais recente pai.

Com a chegada da nova integrante da família, muitas mudanças ainda irão acontecer, como é natural. João garante que ele não pensa em parar de estudar e que vai conciliar a nova rotina de cuidados com a pequena Joana Lís com os estudos. “Daqui para frente tudo irá mudar. Já estamos nos ajustando e aprendendo muito com ela. Não irei parar os estudos, vou conciliar meu papel de acadêmico e agora de pai”, comenta.

Neste Dia dos Pais a comemoração terá um gosto diferente para o estudante. Ele sabe dos desafios que ainda estão por vir, mas garante que vale a pena. “As coisas já estão sendo bem diferentes, mas é muito amor envolvido”, finaliza.

COMPARTILHAR