Pesquisa mostra como trabalhadores pretendem utilizar 13º

A Empresa Modelo da Unisul desenvolveu, por meio dos estudantes, a aplicação de uma pesquisa de campo a respeito de utilização do 13º salário. A pesquisa foi realizada durante a segunda quinzena de novembro e primeira semana de dezembro de 2018. Os acadêmicos verificaram que 40,1% dos entrevistados afirmaram que iriam pagar suas dívidas com o valor, dividindo-se em, 36% relacionadas ao comércio, 17% a financiamento de veículos e 15% com dívidas do cartão de crédito.

A pesquisa, realizada pelos estudantes de Administração, Marketing, Processos Gerenciais, também mostrou que houve uma redução no percentual daqueles que informaram que irão utilizar o 13º salário integral para pagar dívidas. Em 2017 eram 8,33%, e neste ano, 4,15% informaram que irão utilizar 100% no valor para quitar dívidas, o que significou uma redução de -3,86% em relação ao ano anterior.

Consumo

Algumas pessoas entrevistadas afirmaram que irão utilizar o 13º integralmente para o consumo, somando 8%. Destes, destaca-se o maior percentual de consumo em vestuário (43%).

Os demais entrevistados, distribuídos em proporções menos significativas, afirmaram que irão utilizar o seu décimo terceiro com lazer, festas e outros bens de consumo.

Investimentos

Dentre aqueles que informaram que irão usar o 13º salário para fazerem investimentos, 62,60% afirmaram que irão investir na caderneta de poupança, seguido por outros investimentos de menor proporção, como imóveis, ouro, ações, dentre outros. A caderneta de poupança, segundo a pesquisa, ainda se destaca como a maior preferência de investimento entre o público entrevistado.