Pesquisa mostra inadequação no teor de sódio em rótulos

A graduanda do Curso de Nutrição, Campus Tubarão, Francislaine Cardoso Jordão Cancelier, analisou a informação nutricional e o teor de sódio declarado em rótulos de temperos industrializados. A pesquisa fez parte do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da estudante. Segundo a análise, dos 112 temperos analisados, 86 apresentaram alguma inadequação em relação à itens da Resolução nº 359/03, n° 360/03 e n° 54/12. O trabalho foi orientado pela professora Josiane Hilbig.

Todos os produtos analisados foram encontrados em um supermercado da cidade de Tubarão. Por meio da pesquisa, a estudante percebeu que 110 temperos apresentaram teores de sódio maiores na rotulagem dos convencionais, e os outros dois demonstraram teores de sódio elevados na rotulagem dos isentos ou reduzidos, ultrapassando em mais de 43,49% do limite estipulado pela legislação brasileira.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o brasileiro consome diariamente uma média de 12 gramas de sal nas refeições. O consumo recomendado pela OMS é de no máximo 5 gramas por dia.

Segundo Francislaine, é necessário que haja maior fiscalização dos órgãos responsáveis. Os dados também são alarmantes, já que o consumo excessivo de sódio pode acarretar em sérios problemas para a saúde. De acordo com o MS, o consumo exagerado de sódio pode ocasionar Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e doenças renais. As DCNT são responsáveis por 63% dos óbitos no mundo e 72% dos óbitos no Brasil.

Conheça o curso de Nutrição

COMPARTILHAR