Pós em Sistemas e Distribuição de Energia Elétrica recebe inscrições

A pós-graduação em Sistemas de Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica da Unisul é para engenheiros e tecnólogos que já atuam no setor. As inscrições podem ser feitas até 2 de agosto de 2020 pelo portal Unisul.

O curso é um dos únicos na região sul do país e atende a uma demanda do mercado de capacitar ainda mais os profissionais para atuar imediatamente no setor elétrico.

As aulas

De forma didática, as aulas são ofertadas nos Campi de Tubarão e Florianópolis, e divididas em práticas e teóricas, integrando o ensino e a pesquisa. A utilização de áudio visuais, programas de computadores de cálculo e simulação também serão recursos disponibilizados para os estudantes.

Direcionado para a área de transmissão e distribuição de energia elétrica, o curso tem como objetivo formar especialistas para atender o vasto mercado regional.

Este nicho é constituído por dezenas de cooperativas de eletrificação e concessionárias de energia elétrica. Além disto, há um grande número de empresas que atuam nas áreas de projeto, construção e manutenção de sistemas elétricos nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Conhecimentos aplicados na prática

O Brasil possui uma matriz energética baseada principalmente em geração hidrelétrica. Porém, estas estações geradoras são comumente afastadas dos centros de consumo. Com isto, é necessário que haja uma grande extensão de linhas de transmissão, que transportam a energia das usinas aos centros consumidores. Atualmente, o sistema de transmissão nacional conta com algo em torno de 130 mil quilômetros de linhas com tensões superiores a uma centena de quilovolts.

Os sistemas de distribuição, por sua vez, transportam a energia entregue pelas linhas de transmissão às subestações regionais, diretamente para os consumidores, sejam eles residenciais, comerciais ou industriais. Somente o estado de Santa Catarina possui mais de 100 mil quilômetros de redes com tensões entre 13,8 e 34,5 kV, que atendem a um mercado de cerca de 3 milhões de unidades que consomem mensalmente mais de 1 bilhão de kWh de energia elétrica.

COMPARTILHAR