Unisul recebe presidentes do Grêmio e do Atlético de Tubarão

O Clube Atlético de Tubarão é considerado o primeiro clube startup do Brasil e está incubado na Unisul. O Clube adotou uma estrutura empresarial, com governança corporativa e regras de gestão. Tudo que não diz respeito ao jogo é trabalhado em parceria com a Universidade, como comunicação, marketing, exames clínicos, medicina, psicologia, fisioterapia e nutrição. Nesta terça-feira, 11/7, uma projeção de parceria trouxe os presidentes do Grêmio, Romildo Bolzan, e do Atlético de Tubarão, Luiz Henrique Ribeiro, ao gabinete da reitoria da Unisul.

O reitor da Unisul, professor Mauri Heerdt, recebeu os presidentes e afirmou que as parcerias institucionais tinham foco exclusivo no aprendizado do aluno. Contudo, foi preciso avançar e cada vez mais as receitas da universidade dependem da diversificação de negócios, por isso participar da gestão do futebol. “Que possamos desenvolver negócios em parceria ou fruto de iniciativas próprias. Dentro desta perspectiva isso fará parte da sustentabilidade da universidade. Hoje dominamos a Medicina e o Esporte e poderemos oferecer a partir do mês que vem, por exemplo, uma Pós-graduação em Medicina do Esporte, se a parceria alavancar isso”, projeta Heerdt.

No encontro informal foram discutidos o aperfeiçoamento da gestão do esporte, a aplicabilidade de pesquisas voltadas à nutrição esportiva, nutrição suplementar, medicina esportiva, tecnologias de medição e acompanhamento de informações. “Tão importante quanto uma parceria para ceder jogadores é desenvolver treinamentos e melhorar os processos, por isso estamos aqui”, afirmou o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan.

Para o presidente do Clube Atlético Tubarão, Luiz Henrique Martins Ribeiro, além da aproximação com o esporte da região, este primeiro contato com o Grêmio mostrou o quanto a potencialidade de uma eventual parceria com a universidade poderia ser enriquecedora. “Nós temos um convênio de cooperação técnico-científica, K2 Soccer/ Clube Atlético Tubarão/Unisul, e neste convênio cada projeto específico pode ser definido, desde a planilha de custos até cessão de direitos de uso da informação”, contextualizou o presidente.

O diretor do Campus Tubarão, professor Rafael Ávila Faraco, disponibilizou os espaços de aprendizagem, estágios e a possibilidade da produção de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) no caso de uma possível parceria. “Aqui na Universidade cada demanda para pesquisa e desenvolvimento se organiza em um projeto específico e estamos abertos para novas ações”, finaliza.

Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (14)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (13)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (12)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (11)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (10)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (9)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (8)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (7)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (6)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (5)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (4)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (3)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (2)
Presidente do Grêmio visita Unisul em prospecção de parceria tecnológica (1)
COMPARTILHAR