Professor assume comando do CINDACTA

O professor Marcos Kentaro Adachi, do Programa de Pós-Graduação em Aviação, assumiu o cargo de Comandante do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), posição de maior relevância do Ministério da Defesa e da Força Aérea Brasileira.

A missão do CINDACTA II é exercer a vigilância da circulação aérea geral e o controle das aeronaves responsáveis pela manutenção da soberania do espaço aéreo brasileiro, na área sob sua responsabilidade e desenvolver simultaneamente duas atividades que têm as mesmas características, mas finalidades diferentes: uma de caráter militar – defesa aérea – e outra de caráter público – o controle de tráfego aéreo.

Para o suporte às operações, o Centro é apoiado por 15 (quinze) Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA), nos quais estão estrategicamente instalados os radares, as estações de telecomunicações e os equipamentos de auxílio à navegação. Na sede, em Curitiba, e nos Destacamentos, quase 3000 militares e civis colaboram para a segurança do controle de tráfego aéreo e para o crescimento do país.

Atualmente, o CINDACTA II é responsável pelo controle do tráfego de uma região com intensas movimentações aéreas, representando mais de 30% do movimento aéreo nacional. Para realizar a sua missão com propriedade, investe continuamente na atualização de seus sistemas operacionais, na qualidade e excelência de seus recursos tecnológicos e na qualificação de seus recursos humanos. O Centro presta serviços de gerenciamento de tráfego aéreo, defesa aérea, informações aeronáuticas, meteorologia aeronáutica, telecomunicações aeronáuticas e busca e salvamento.

O Comandante conta que os desafios futuros para a aviação referentes ao controle do tráfego aéreo no país estão ligados a capacidade dos diversos componentes do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (SISCEAB), incluindo seu Órgão Central – o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA). “Cabe ao SISCEAB e DECEA não só acompanharem a intensa evolução tecnológica vivida pela Aviação Civil no Brasil e no mundo, mas, preferencialmente, se anteciparem às novas tecnologias e práticas da aviação, com vistas a manter a segurança operacional e a regularidade dos voos no país, sejam voos domésticos ou internacionais, tripulados ou não”.

Marcos é professor convidado do programa de Especialização em Aviação e leciona nos cursos do Programa de Pós-Graduação em Aviação: Gestão e Direito Aeronáutico e de Gestão e Operação de Drones na UnisulVirtual. Titulado no posto de Coronel Aviador da Força Aérea Brasileira, em janeiro deste ano (2018) o cargo de Comandante do CINDACTA II.

COMPARTILHAR