Professor é premiado em congresso de engenharia

Ser professor, muitas vezes, vai além de ser aquela figura em sala de aula: é também assumir o papel de pesquisador. E essa é a realidade do professor Carlos Zilli, do curso de Engenharia Civil da Unisul. Além da docência, ele também trabalha com a ciência. Recentemente, teve seu trabalho premiado com diploma de menção honrosa pelas contribuições na área de engenharia de avaliações e perícias, no XX Congresso Brasileiro de Engenharia de Avaliações e Perícias.

Dos quase 150 trabalhos inscritos no congresso, apenas 20 foram selecionados. Destes, três contavam com a participação do professor da Unisul. O artigo premiado tinha como tema “Análise de modelos de regressão quantílica obtidos a partir de dados imobiliários”. O trabalho abordou métodos e ferramentas que buscam aprimorar as técnicas já difundidas na área de avaliação de imóveis urbanos.

Professor há quatro anos na Unisul, Carlos sempre participou de congressos e inscreveu seus trabalhos. “Esses reconhecimentos vêm valorizar nosso trabalho, nossa pesquisa. Eu sempre procurei uma área na engenharia que unisse muito bem a matemática e a engenharia, e foi na área de avaliação de imóveis que encontrei. Então ser reconhecido por esse trabalho é mostrar que estamos no caminho certo”, comentou.

Em 2018, o professor também teve um trabalho premiado no evento Caixa de Engenharia de Avaliações. Na ocasião o prêmio foi em dinheiro, oferecido pela Caixa Econômica Federal. “Esse ano ganhamos novamente o prêmio, não em dinheiro, mas, em reconhecimento, o que tem um valor simbólico muito maior”, finalizou.

O artigo vencedor foi escrito em conjunto pelos engenheiros Carlos Zilli, primeiro autor, Murilo Damian Ribeiro, Luiz Fernando Palin Droubi e Norberto Hochheim.

COMPARTILHAR