ProFoco: professor aplica estratégias em sala de aula

Ao participar do Programa de Formação Continuada (ProFoco), os docentes têm acesso a um espaço para a troca de experiências entre as áreas com abordagens variadas que visam contribuir com a atuação deste professor em sala de aula.

Um dos participantes assíduos e engajado em diversas ações na Unisul, o professor Carlos Euclides Marques, professor de filosofia, considera a proposta do Programa fundamental na formação. “Vejo o ProFoco como um espaço de trocas e construção de novas práticas. Como por exemplo, as oficinais mais instrumentais como uma de produção de vídeos, a sobre TICs (Tecnologias de Informação & Comunicação) e a sobre sala invertida que foram bem significativas. No geral, eu procuro utilizar algumas das estratégias indicadas. Já utilizei Fóruns como forma de avaliação e, nas turmas de estágio em filosofia, recomendo e disponibilizo o material sobre sala invertida”.

O professor Carlos leciona nas modalidades presencial e a distância, e conta como o uso dos equipamentos de tecnologias servem de apoio. “Bem, como trabalho, já há alguns anos, só com a EaD, o uso de certas instrumentalizações têm me ajudado a produzir vídeos. Nas últimas vezes que ministrei aulas presenciais, procurei levar minha aprendizagem no ensino a distância para o presencial. Em parte, isto mudou minha forma de ministrar aulas, ainda que por trabalhar com UAs (Unidades de Aprendizagem) teóricas, o predomínio e aulas expositivas ainda seja grande”.

Confira a programação do ProFoco:

[su_document url=”http://hoje.unisul.br/wp-content/uploads/2018/02/PROFOCO_2018_1_OFICIAL-1.pdf” width=”700″ height=”460″]

COMPARTILHAR