Projeto Plantando Leitura espalha minibibliotecas comunitárias por Tubarão

Uma ideia de biblioteca grátis, em uma pequena casinha de madeira com livros dentro, nasceu no Wisconsin (EUA) e está presente em 17 países, com mais de 2.000 unidades. O idealizador, Todd Bol, fez isso em tributo a sua mãe, professora.

O que ele não imaginava é que a ideia iria inspirar o Rotary Club de Tubarão Leste e o Rotaract Club Tubarão Ser a implementar o projeto denominado “Plantando Leitura”, programa de incentivo à leitura, que oferece aos jovens o acesso a literatura infanto-juvenil com minibibliotecas comunitárias espalhadas pela cidade de Tubarão.

De acordo com o  presidente do Rotary Club Tubarão Leste, Carlos A. Rosa Júnior, o projeto ganhou vida em 2016, e a primeira biblioteca foi instalada no dia 7 de setembro do mesmo ano. Desde então, já são duas minibibliotecas instaladas, uma na praça Sete de Setembro, centro da cidade e a outra no deck construído junto à beira-rio, localizado próximo à ponte Nereu Ramos, na margem direita. Outras estruturas estão prontas, mas aguardam a liberação da prefeitura para serem instaladas em pontos com bastante movimentação de pessoas. “O vendaval do ano passado acabou destruindo algumas doações que tínhamos na sede, perdemos livros e bibliotecas prontas, mas já estamos com outras estruturas patrocinadas por empresas da região. A nossa meta é entregar dez minibibliotecas para a cidade de Tubarão”, destaca o presidente do Rotary Club Tubarão Leste, Carlos A. Rosa Júnior.

Saiba como funciona o projeto:

A minibiblioteca funciona como uma espécie de ferramenta na ação do desenvolvimento das comunidades, e ajuda diretamente na formação de novos leitores. Quando a pessoa avistar uma minibiblioteca comunitária, disponibilizada em pontos da cidade, e gostar de algum livro, pode pegar e levar para casa. Ao terminar a leitura, deve passar adiante, compartilhar com alguém ou devolver para a minibiblioteca. Qualquer pessoa pode colaborar com a ideia e plantar uma leitura, basta deixar uma contribuição, podendo ser tanto materiais de entretenimento, quanto materiais educativos, nos diversos formatos: livros, revistas, jornais e outros. Assim, a minibiblioteca comunitária garante a sustentabilidade da proposta e não faltarão bons conteúdos espalhados por toda a cidade.

COMPARTILHAR

Comentários