Educação empreendedora: Unisul e IEL/FIESC aproximam estratégias e discutem oportunidades

Na manhã desta quarta-feira, 22 de março, gestores da Unisul e do Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina (IEL/SC) estiveram reunidos na FIESC para estruturar e potencializar projetos que fomentem a inovação e os estágios junto às empresas que integram o setor produtivo catarinense.

Além dos Dirigentes do IEL, estavam presentes o reitor da Unisul, Mauri Luiz Heerdt, o Pró-Reitor de Ensino, Pesquisa, Pós-graduação, Extensão e Inovação (Proeppexi), Hércules Nunes de Araújo, o Coordenador de Ensino da Proeppexi, Roberto Iunskoviski, e o responsável pelo Escritório de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (Epitt)/AGETEC, Fábio Zabot Holthausen.

Após a apresentação do Reitor que posicionou o movimento da Unisul no contexto da inovação, ante aos novos desafios das comunidades, os presentes discutiram sobre perspectivas reais de parcerias. “Tivemos a oportunidade de falar um pouco sobre o funcionamento da educação empreendedora e de como a inovação está inserida na Unisul para que, a partir de agora, sejam avaliadas novas possibilidades de parceria e também de cursos de capacitação e estágios”, disse o professor Roberto Iunskoviski.

A ação vem ao encontro do movimento da nova gestão no sentido de aliar a marca identitária comunitária institucional à educação inovadora, capaz de desenvolver ainda mais as regiões onde a Unisul atua. Um dos objetivos da parceria será atuar no processo formativo de estudantes dentro dessas empresas, seja no desenvolvimento de projetos, buscando ou produzindo soluções por meio dos estágios, ou em projetos específicos junto à AGETEC.

A parceria entre Unisul e IEL/FIESC começou com o projeto PRONIT, que estruturou as áreas técnicas no Estado de Santa Catarina. Dentro da FIESC, por exemplo, o IEL, tem o papel de aproximar e levar as demandas da indústria à Universidade, tida como provedora de soluções.

Focada em pesquisa aplicada, projetos e eventos tecnológicos, a AGETEC já articula ações práticas entre a universidade e o instituto: “já foi possível delinear alguns eventos na região de Araranguá, Braço do Norte e Tubarão, identificadas a partir dessas demandas da indústria”.

Além disso, foi possível também identificar outras linhas de atuação da parceria e que podem convergir em ações específicas, como destaca o professor Hércules de Araújo: “Ao sermos procurados pelo setor industrial, poderemos por meio da AGETEC, desenvolver o projeto em comum captando recursos. O IEL fará essa abordagem e nós executaremos. Queremos levar a Universidade para dentro das empresas e trazê-las para a Universidade”, reforça o Pró-Reitor.

O próximo encontro está agendado para a última semana de março, com a presença do mestrado em Ciências Ambientais, consolidando atuais e futuras parcerias.P

Para saber mais sobre a IEL/FIESC, clique aqui.

 

 

COMPARTILHAR