Unisul marca presença na 20º Fenaostra

Estudantes de Gastronomia da Unisul participam da 20º Fenaostra, que ocorre em Florianópolis até o dia 15 de setembro. A acadêmica Rejane Mara Miranda irá apresentar o prato vencedor que leva o nome “Ostras à Santa e Bela Catarina”, escolhido em um concurso interno que ocorreu na Unisul, com um júri capacitado e experiente na área da gastronomia. Eles darão uma aula em que explicarão todos os processos para a escolha do prato e depois irão fazer uma degustação. A Unisul também será representada no festival por meio do professor Rodrigo Freitas, do Mestrado de Ciências Ambientais, que falará sobre a evolução histórica das políticas públicas, especialmente para a pesca artesanal . Ambos se apresentarão no dia 10 de setembro.

Participação dos alunos

A estudante Rejane comenta sobre a inspiração para a elaboração do prato. “A ideia veio da riqueza e diversidade de insumos presentes em Santa Catarina, especialmente na ilha, como as ostras, o caldo de cana e o infame; as flores, fazendo menção a Joinville e um toque oriental, com o gengibre e o saquê, ingredientes de um povo descendente dos japoneses que também se instalaram em Santa Catarina”, relata.

Além da acadêmica Rejane, a equipe é composta por Everson Konig Junior, Janiléia Pereira de Souza, Luciéle da Silva Trindade e Maciel Alexandre Schweitzer. Todos terão a oportunidade de cozinhar para o público do evento, o que para o professor Daniel Paiva, que acompanhará os alunos, é um momento único.

“É uma oportunidade ímpar para nossos alunos apresentarem seus trabalhos para um grupo fora da academia. Tem um pouco daquela emoção de cozinhar para as pessoas fora da universidade e estar em contato com chefs profissionais já consagrados. Eles estão sendo elevados ao mesmo patamar desses profissionais, fazendo uma apresentação do trabalho que eles desenvolveram dentro da academia. Será uma experiência incrível”, conclui o professor Daniel.

O docente da Unisul abordará a história das políticas públicas, conta que é um tema familiar a ele, por ser tema do seu doutorado; “Falarei desde a criação da Sudepe na década de 60, passando pelo departamento de pesca e agricultura, pela criação do Ibama, pela criação recente do Ministério da Pesca e sua extinção. Trazer um pouco como que essas políticas produtivas foram aparecendo no setor, ligados tanto a produção de pesca, quanto a maricultura e ao mesmo tempo fazer um resgate também das políticas ambientais” fala o professor sobre o tema de sua Aula Expositiva.

Clique aqui para fazer sua inscrição no evento.

COMPARTILHAR