Necrólogo a Álvaro José de Oliveira

Por: Nelson Grisard – professor do curso de Medicina da Unisul

Nascido em Itajaí aos 27 de agosto de 1937 e falecido em Florianópolis em 15 de agosto de 2020, viveu seus exatos 83 anos de idade do lado do bem, da paz, dos estudos e pesquisas, ensinando alunos e agregando colegas, familiares e crianças em torno do bem-estar bio-psico-social. E não só tratando a doença da criança.

Graduou-se em medicina na UFPR em 1962 e concluiu a residência médica em pediatria no Hospital das Clinicas da mesma Universidade, vindo em seguida para Florianópolis a convite do Prof. Dr. Miguel Salles Cavalcanti para atuar no Hospital Infantil Edith Gama Ramos (então anexo à Maternidade Carmela Dutra) e no Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFSC que então iniciavam suas funções. Iniciava-se, também, uma nova era na pratica e no ensino dos cuidados médicos às crianças e adolescentes.

O Dr. Álvaro José de Oliveira buscou aperfeiçoamento no Hospital Infantil do México em 1974, e logo a seguir em Ann Arbor, Michigan. Em brilhante concurso na UFSC obteve o grau de Livre-Docente Doutor em Ciências, defendendo tese sobre “a estimulação precoce de crianças desnutridas”. Em neuropediatria foi muito ligado ao Instituto Interamericano del Niño, de Montevideo, Uruguai.

Este tema aproximou-o das famílias advindo daí a grande reviravolta que  promoveu na pediatria, juntando crianças-pediatra-familiares ou cuidadores, fato que desembocou na criação , com outros, da Fundação Catarinense de Educação Especial, a qual dirigiu com denodo, experiência e inovação crescentes na condição de diretor técnico durante os anos de 1978 a 1983. A FCEE feita um sucesso, tornou-se modelo para o Brasil e levou o Dr. Álvaro a palestrar sob o tema em vários países da América do Sul. Dirigiu o Serviço de Pediatria do HU/UFSC com enorme sucesso técnico, docente e humano.

Vários foram os Núcleos de Desenvolvimento Humano que criou ou estimulou, atuantes em intervenção nos Problemas de Aprendizagem. Era um auxologista pioneiro na inclusão de pessoas deficientes! Este fato encontra raízes nos cuidados que prestava quando muito jovem à sua mãe deficiente física.

Era presidente da Fundação Álvaro José de Oliveira, que fundara, para coleta de fundos e custeio de Programas Diagnóstico e Intervenção dos Problemas de Aprendizagem.

Recebeu inúmeras homenagens, desde o “obrigado Doutor” da gente simples até de Instituições de projeção e respeito, como: Amigo da Comunidade, pela Rede Brasil Sul de Comunicações; Cidadão Honorário de Florianópolis pela Municipalidade; Prêmio Servidor Público Estadual Exemplar (Medalha Alice Guilhón Gonzaga Petrelli), pelo Governo do Estado de Santa Catarina; nominação do Ambulatório Médico de Ensino Integrado (AMEI), pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) na Grande Florianópolis. Prelecionou Pediatria da UFSC em Florianópolis e na Unisul em Tubarão e Palhoça (SC).

Não somente no ensino e na pesquisa se destacou; Álvaro foi um destacado e reconhecido membro no âmbito da Classe Médica e da Sociedade Catarinense de Pediatria e da Associação Catarinense de Medicina. Na Academia de Medicina do Estado de Santa Catarina foi o primeiro ocupante da Cadeira Nº 14, cujo patrono é o pediatra Acadêmico Dr. Armando Valério de Assis.  

Muitos foram os congressos, palestras, os artigos, os colóquios no âmbito medico ou fora dele que mereceram sua lúcida atenção. Não regateou conhecimentos e fez muitos discípulos.

Sempre alegre, sorridente – a gargalhada foi sua marca! Era exemplar chefe de Família.

Não reclamava da vida e dizia: “A medicina é, acima de tudo, um caminho para melhorar a vida das pessoas”. E o fez de muitas…

RIP, caríssimo Professor Doutor Álvaro José de Oliveira e siga o caminho, certo do respeito e admiração de todos nós.

Nelson Grisard, velho amigo e colega pediatra. Florianópolis, 15 de agosto de 2020, um sábado chuvoso e triste…      

Leia também: Lições de vida: oito décadas de um neuropediatra são eternizadas pela Editora Unisul

COMPARTILHAR