Acessibilidade e Inclusão: Aprendendo com as diferenças

Segundo o dicionário Michaelis, “diferença é a qualidade ou estado de diferente. Propriedade ou característica pela qual pessoas ou coisas diferem umas das outras”. Diferenças, tão presente no dia-a-dia da sociedade. Seja gênero, raça, físico ou mental, as diferenças fazem parte da vida de cada indivíduo. Para proporcionar conhecimentos e contatos com as diferenças na sociedade, a educação inclusiva e a acessibilidade se tornaram assuntos de debate nas discussões públicas.

Educação inclusiva

 A educação inclusiva tem o intuito de proporcionar o direito de todos à educação. Com isso, termos como igualdade e valorização são aplicados por educadores para priorizar a participação de todos nas práticas escolares. Uma pesquisa realizada pela ABT Associates e o Instituto Alana, em 2016, evidenciou que a educação inclusiva possibilita efeitos positivos para as pessoas que não possuem deficiência, como por exemplo, opiniões menos preconceituosas e receptividade as diferenças.

Conheça os principais princípios da educação inclusiva:

  • Todo indivíduo pode adquirir conhecimento.
  • Cada indivíduo possui um tempo certo para aprender.
  • O convívio entre pessoas durante processo educacional auxilia a todos.
  • Todos possuem direito a terem educação.
  • A educação inclusiva é para todos.

 Acessibilidade

 Já a acessibilidade se refere a um grupo de medidas com o intuito de proporcionar acesso aos locais, informações e produtos, para os indivíduos que tenham necessidades especiais, além de possibilitar a adaptação as condições. Em 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), constatou que cerca de 45,6 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência.

VIII Seminário de Educação Inclusiva e Acessibilidade

Para promover o debate sobre a temática, o VIII Seminário de Educação Inclusiva e Acessibilidade (Semeia) acontece no dia 24 de outubro, no Bloco Pedagógico (D) na Unisul, no Campus Tubarão. O Semeia é proporcionado para os professores e pesquisadores da área educacional. O ingresso possui um valor simbólico de R$ 20,00 e pode ser adquirido no local do evento ou através de inscrição online.

A coordenadora do curso de Pedagogia, Marileia Mendes Goulart, afirma que o Semeia é um espaço de discussão e inclusão para professores debaterem sobre os alunos que possuem necessidades especiais. “Nosso intuito com o evento é nos reunir para estudarmos as práticas já realizadas e propor novas alternativas na área, reunindo profissionais da rede. A educação inclusiva exige dos profissionais um olhar diferenciado sobre as práticas pedagógicas, para auxiliar ainda mais os estudantes”, conclui.

No período matutino as oficinas serão realizadas das 8h30min às 11h45min. Já no turno vespertino, as oficinas iniciam as 13h30min e vão até as 16h45min.

No período noturno, entre as 19h e 22h30min, haverá palestra sobre a Educação Especial na Perspectiva Inclusiva e o Diagnóstico e reflexões: Inclusão Atitudinal, que acontecerá no Espaço Integrado de Artes.

Confira os temas das oficinas:

  • Oficina 1 – Tecnologia Assistiva nas práticas pedagógicas de inclusão escolar – Ministrante: Josiane Eugênio
  • Oficina 2 – Diferenciação curricular no contexto da escolarização de estudantes com deficiência – Ministrante: Cléia Pereira Demétrio
  • Oficina 3 – Práticas pedagógicas inclusas no esnino regular – Ministrantes: Soraia T. de Oliveira Campos e Suzana Filipe
  • Oficina 4 – Estimulação precoce de crianças de 0 a 6 anos com Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD) e Autismo – Ministrantes: Patrícia Benedet, Adriana Goulart, Olga Gonçalves, Luciana de Silva David.
  • Oficia 5 – Reconhecendo seu espaço no mundo: yoga e meditação para pessoas com deficiência física e intelectual na Apae de Tubarão – SC – Ministrante: Deisi Scunderlick
  • Oficina 6 – Inserção profissional de jovens adultos com deficiência intelectual – Ministrantes: Silvanéia da Silva Medeiros e Daniela
  • Oficina 7 – Atendimento educacional especializado – AEE: construindo jogos pedagógicos – Ministrantes: Grasiela Gomes Figueiredo, Barbara
  • Oficina 8 – Projeto Lar na educação especial – Ministrantes: Andréa Martins Leonardo Cardoso e Neuza Mendes
  • Oficina 9 – Jardim das sensações: conhecendo os sete sentidos – Ministrantes: Pâmela Franco Cimatti da Silva e Tatiana de souza
COMPARTILHAR