As melhores dicas para a sua redação do Enem

Para acabar a dúvida: o que é Redação?

Parece uma pergunta óbvia. Mas, para quem está se preparando para o Enem, pode ser o complicado. Muita calma nessa hora, você não está sozinho, tem muita gente que nem sabe por onde começar. Por isso, estamos aqui com você. E vamos iniciar logo dando boas dicas para a sua dissertação não virar um conto. Como você sabe, a redação é uma parte da prova que não se pode zerar. Caso contrário, precisará tentar de novo no ano seguinte.

A prova do Enem exige que os estudantes criem um texto dissertativo-argumentativo e coerente na redação. Você deve demonstrar senso crítico, repertório sociocultural e estar em conexão com os acontecimentos do Brasil e do mundo. Bora lá saber como estruturar um texto que vai te ajudar também a organizar os pensamentos?

Dicas 5 para o seu texto brilhar!

Sua redação precisa ter no mínimo 7 linhas e no máximo 30 linhas.

O gênero é dissertativo-argumentativo. Então, use as suas palavras para desenvolver o tema, seja crítico e mostre seu ponto de vista.

Sua ideia necessita ser coerente e em sintonia com o respeite aos direitos humanos. Sempre ofereça soluções viáveis para os problemas apontados.

Na sua prova vai ter textos motivadores que vão te orientar e te ajudar a entender o tema. Largue mão de tentar copiar o texto de apresentação. Resista! Você pode até se apropriar das ideias apresentadas… Mas, faça o seu texto com sua opinião e linguagem. No Enem, o “copiou-colou” não cola, tá?

Como avisamos lá em cima, precisa estar antenado ou antenada com tudo que tá rolando de relevante na atualidade. O tema da redação é sempre contemporâneo. Só que, normalmente, é abordado de forma polêmica e impactante. Com base nisso, você vai descrever possíveis causas e consequências, e para enriquecer a dissertação é bom trazer dados, estatísticas, exemplos e outros detalhes que aumentem a sua intervenção; comprovando o seu domínio sobre o tema e, claro, demonstrando seu potencial interpretativo e de redação. Aqui o seu “apavora” só pode se for no sentido positivo.

Querido e querida, se liga na nota da redação!

A redação corresponde a 20% da nota total do Enem.

Ou seja, faz aquela diferença no final das contas.

Tá encarnado? Num assusta, porque temos mais dicas pra você.

Três reflexões para fazer antes de começar a escrever?

O tempo de dois ou três minutinhos, que você reserva para pensar e estruturar seu texto pode ser o grande diferencial. Vamos lá:

  1. Marque o(s) problema(s) no texto de inspiração. A expectativa é que você aponte soluções ao longo da sua redação.
  2. Escolha quem vai protagonizar sua proposta. Como são temáticas ambas e complexas é natural que aponte o(s) responsável(eis) causador(es) do problema. E mais, se você vai contar com apoio social, da comunidade, do governo e/ou de outras organizações? Espera-se que sim. Demonstre que teve capacidade de entender o tamanho e a importância do tema sugerido.
  3. Solte o verbo: pontue os resultados desejados, estipule o prazo para tal solução ter viabilidade, mostre que tá por dentro. Sua proposta é palpável e é coerente? Você até pode trabalhar com suposições e hipóteses. Mas deve ter raciocínio lógico.

O que mais pega na correção?

A correção da redação é norteada em cinco competências básicas, cada uma é avaliada por níveis de desempenho, que valem até 200 pontos. E é isso que vai indicar o seu domínio das competências que pode chegar a 1000 pontos.

Quer mais detalhes para dazumbanho” na redação?

Recaptulando:

  • Domine a escrita formal da língua portuguesa: ortografia, acentuação, separação silábica, regência verbal e nominal, pontuação, pronomes, crase etc.
  • Demonstre compreensão do tema: sua capacidade de interpretação da leitura e boa escrita vão comprovar isso. Vale relembrar, se fugir completamente do tema, mesmo que apresente domínio das demais competências. Sem perdão, vai zerar!
  • Apresente uma defesa coerente do tema. Use argumentos que justifiquem o seu ponto de vista; selecione, relacione, organize e interprete as informações, fatos, dados e opiniões.
  • Crie a estrutura do texto: com início (introdução), meio (dissertação) e fim (conclusão). É necessário ter continuidade, articulação, mantenha o respeito às normas linguísticas e textuais para conectar bem os parágrafos. Uma boa produção tem fluidez e sequência claras.
  • Respeite os direitos humanos: reforçando – na redação, você documenta a sua opinião e tem liberdade de expressão, desde que respeite os direitos humanos e traga soluções viáveis para os problemas. Lembre-se: é candidato(a) e está sendo avaliado(a).

No mais, nem textinho e nem textão, o importante é boa nota na redação.

Prepare-se! Esta é apenas mais uma vez que os seus conhecimentos serão testados… Boas vindas ao mundo competitivo. Seu futuro profissional é agora. Dá um corre no nosso site e veja a infinidade de cursos que temos. Um deles vai dar match imediato com você.

Viu lá? Então, bora estudar ainda mais?

#VemPraUnisul, sempre perto de você.

COMPARTILHAR