Odontologia contemporânea: aspectos de mínima intervenção e as novas tecnologias

Dentre as profissões da saúde, a Odontologia é comemorada em diversas datas no mês de outubro, como no Dia Mundial do Sorriso (02/10), Dia Mundial do Dentista (03/10) e Dia Nacional do Cirurgião-dentista (25 de outubro). Profissão que tem muito a comemorar;  afinal, observa-se a sensação de um libertar de práticas mutiladoras, biologicistas e traumáticas ao paciente para técnicas aprimoradas de uma Odontologia que visa compreender o paciente como um todo. Considera-se seu aspecto social, econômico, a percepção sobre sua saúde bucal como desfecho de sua qualidade de vida, numa relação importante da saúde bucal, como parte integrante e inseparável da saúde.

Comemora-se esforços de uma Odontologia minimamente invasiva, caracterizada por vencer a visão do uso de brocas como mecanismos retentivos de desgaste, conseguidos por meio do sacrifício de estrutura dental sadia, até decisões sobre o quanto de tecido cariado deve-se remover, a utilização de materiais biocompatíveis e duradouros. Não obstante, destacam-se também as novas tecnologias, como os materiais biomiméticos em Odontologia, compreendendo a combinação das palavras gregas bíos – vida – e mímesis – imitação.

Tem-se, assim, a produção científica de materiais artificiais que apresentam as mesmas características funcionais e mecânicas dos tecidos dentários para reparar, de maneira total ou parcial, as perdas existentes. A realidade aumentada, por meio do uso de lentes e microscópios, permite ao dentista explorar em uma imagem gerada no computador, detalhes da cavidade oral até então só observados em livros.

O auxílio da robótica em procedimentos cirúrgicos, o uso de câmeras intra-oral, impressões de materiais dentários com tecnologias 3D, até mesmo escovas dentais inteligentes vêm ganhando destaque na área odontológica. Aliado à praticidade, à riqueza de detalhes, à qualidade e precisão técnica, a revolução tecnológica na odontologia tem ajudado os pacientes a fazerem das visitas ao dentista uma prioridade. Torna-se necessário, portanto, um menor número de intervenções para a resolução de problemas dentais que, diagnosticados precocemente, geram menor custo e desgaste ao paciente.

Por fim, mesmo com todo o novo arsenal do qual o dentista dispõe, o cenário é o mesmo: a busca pela saúde. Parafraseando Paulo Capel Narvai, comemora-se uma Odontologia que ultrapassa os limites do céu da boca para uma arte em promover saúde.

Artigo produzido pelas professoras do curso de Odontologia da Unisul
Josiane de Almeida – Especialista, Mestre e Doutora em Endodontia
Daniela de Rossi Figueiredo – Mestre e Doutora em Odontologia em Saúde Coletiva

* Nesta sexta-feira, 2 de outubro é comemorado o dia mundial do Sorriso e no sábado, 3 de outubro, é o dia do dentista.

COMPARTILHAR