Pós-graduação em Ciências da Linguagem traz debates importantes à sociedade

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Unisul tem realizado diversas atividades, lives, aulas e debates que trazem assuntos necessários à reflexão da sociedade, por meio de eventos gratuito, online e abertos ao público. Nesta quinta-feira, 18 de março, às 19 horas, ocorre a aula pública “Alfabetização: uma questão de método ou de projeto de nação?, com a escritora e professora titular da Universidade Estadual Paulista, Maria do Rosário Longo Mortatti. Para assistir basta acessar o Zoom, pelo link: https://animaeducacao.zoom.us/j/82434207131,  este em parceria com o PPGE.

Na última quarta-feira, dia 17/03, as professora Nádia Neckel e Ramayana Lira, participaram do debate, ao lado da professora Aline Gambin, sobre representatividade da mulher dentro do cinema, da arte, da comunicação e da moda, a convite do DCE (Diretório Central de Estudantes). A professora Nádia iniciou o bate papo com a pergunta: Por que ainda é importante falar de representatividade da Mulher, no cinema, na arte, na moda, na comunicação?

A professora disse que transformou o convite em pergunta para embasar a conversa. “Primeiro, porque perguntas são importantes, nos movimentam, nos implicam politicamente no mundo. Nos fazem pensar e segundo porque parto desta pergunta, meu argumento que vai ao encontro da historicidade do corpo da mulher na cultura ocidental. O que nos diferencia hoje, das mulheres da história? O que têm em comum as diretoras de cinema Alice Blanché (1873 -1968) e Petra Costa? Ou Artemísia pintora barroca italiana, (1593 – 1653) e Juliana Notari, multiartista que criou de “Diva” (2021). O que cada uma delas tem de Pandora ou de Eva? Temos sim, que falar em representatividade. Temos que falar também sobre patriarcado, machismo e misoginia”.

Nádia enfatiza que esse passado ajuda a entender porque na flor da cultura ocidental entre o século XV e XVIII, mais de 100 mil mulheres foram assassinadas. E que hoje o mapa da violência no Brasil, por exemplo, nos traz números muito próximos a estes, basta uma consulta aos Anuários Brasileiro de Segurança Pública. “Como as mulheres contam essas histórias? O corpo-poético-político é, para mim, um corpo testemunhal. É nessa relação histórica de precariedade-resistência que busco compreender esses corpos femininos na cena contemporânea, a partir de produções feministas no cinema e nas artes em geral”.

Na quarta-feira também teve início do grupo de estudos em Discurso, Cultura e Mídia sobre a obra de Silvia Federici, “Calibã e a bruxa” coordenado pela historiadora Talita Gonçalves Medeiros que atualmente faz estágio Pós-doutoral sob a tutela da professora Giovanna Flores. O encontro é gratuito e aberto ao público em geral, pela plataforma Zoom, que consiste em leituras, discussões e reflexões sobre o tema. Os encontros ocorrem às quartas-feiras, às 18h30.

PPGCL está com as inscrições abertas

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Unisul está com as inscrições abertas para o Mestrado e o Doutorado com oferta nos campi Pedra Branca e Tubarão. As inscrições estão disponíveis até o dia 30 de abril e podem ser feitas em: unisul.br/ppgcl

Os cursos de Mestrado e de Doutorado possuem duas linhas de pesquisa: Texto e Discurso e Linguagem e Cultura. Tendo como diferencial sua multidisciplinaridade, acolhendo estudantes das mais diversas licenciaturas e bacharelados que se interessam por objetos textuais, discursivos e culturais.

Conheça a página do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Fale com o PPGCL

Por conta da pandemia de Covid-19, o contato com o PPGCL está sendo feito a distância. Fale com a equipe por meio do Whatsapp (48) 3621-3369 ou pelos e-mails ppgcl.sec@unisul.br e ppgcl.pb@unisul.br.

COMPARTILHAR