Workshop Internacional marca o lançamento do Projeto BRIDGE

O Workshop Internacional dos projetos LINKS 2015 e BRIDGE ocorreu no dia 27 de abril, e debateu temas como as ligações entre água, alimentos e energia no contexto das estratégias de mitigação das mudanças climáticas. Estas temáticas foram durante 2 dias por mais de 60 pesquisadores de 11 países e reuniu cientistas de instituições como UDESC, Unicamp, UFSC, USP, PUC-RS, Universidade Católica de Santos, COPPE/UFRJ e a Cambridge.

Os organizadores justificaram a importância do projeto Bridge destacando que: “A sociedade brasileira enfrenta uma incerteza significativa devido a dois fatores contextuais. Por um lado, a mudança ambiental global, decorrente da utilização insustentável de recursos e das emissões de gases com efeito estufa, irá muito provavelmente alterar os padrões climáticos, o que afetará negativamente a cobertura do solo e a biodiversidade no Brasil, originando graves impactos na agricultura. Por outro lado, a prosperidade da economia e o meio ambiente brasileiro dependem fortemente das exportações de recursos naturais, que podem ser vulneráveis à mudança económica global, em que as mudanças na demanda por commodities, não acompanhadas por políticas locais adequadas, poderiam levar a uma degradação ambiental, a mudanças de grande escala no uso da terra, à diminuição da riqueza e do emprego. Ambos os tipos de mudanças são susceptíveis de criar impactos e complexidades intrincadas no nexo entre Alimentos, Água e Energia no Brasil. Estas transformações e linhas de força devem ser entendidas no sentido de minimizar os impactos prejudiciais ao bem-estar e ao meio ambiente no Brasil”.

A programação do Workshop Internacional dos projetos LINKS 2015 e BRIDGE foi organizada em 3 painéis: O Primeiro painel intitulado “The BRIDGE project: Reaching out to Brazilian research” (o projeto BRIDGE e a pesquisa no Brasil) foi presidido pelo Professor José Baltazar Salgueirinho Osório de Andrade Guerra, que dirige o projeto Bridge no Brasil, lidera o Grupo de Pesquisa em Eficiência Energética e Sustentabilidade (Greens), é Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Administração na Unisul e Felllow do “Cambridge Centre for Environment, Energy and Natural Resource Governance” da Universidade de Cambridge.

O segundo painel: “Academic engagement: how BRIDGE can serve Brazil’s academia” foi coordenado pelo Dr Jean-Francois Mercure, Radboud University e contou com a participação do  o Prof Jorge Viñuales, que lidera o projeto Bridge junto da Universidade de Cambridge e é diretor do “Cambridge Centre for Environment, Energy and Natural Resource Governance” da Universidade de Cambridge.

No encerramento dos trabalhos o Doutorando Pablo Salas, da Universidade de Cambridge, dirigiu o painel Engagement with policy-making, technology transfer and entrepreneurial activity.

O Workshop dos projetos Links 2015 e Bridge foi um fórum de discussão das ligações entre água, energia e alimentos no contexto das mudanças econômicas e climáticas Globais. foram três dias discutindo o futuro do Brasil, o desenvolvimento sustentável, a transferência de tecnologia e criando uma rede internacional permanente para o compartilhamento dos saberes. O BRIDGE receberá apoio da FAPESC e do Conselho de Pesquisa Econômica e Social do Reino Unido, por meio do Fundo Newton. O projeto foi o único de Santa Catarina selecionado em uma chamada internacional lançada em 2015, que contemplou ao todo 7 projetos no Brasil.

Em dezembro de 2015 a Unisul, através do Grupo de Pesquisa em Eficiência Energética e Sustentabilidade (Greens), em parceria com a Universidade de Cambridge, “Open University” (Reino Unido), “Cambridge Econometrics” “Radboud University” (Holanda) foi contemplado com o Fundo Newton para um projeto de pesquisa intitulado: Bridge – Construindo Resiliência numa economia global dinâmica: Complexidade através de escalas no nexo entre Alimentos, Água e Energia no Brasil. Este projeto contará com o fomento da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC) e “Research Councils United Kingdom” (RCUK).

COMPARTILHAR